Criança lendo a Bíblia na escola
Criança lendo a Bíblia na escola

A Universidade de Harvard, localizada nos Estados Unidos e uma das mais prestigiadas do mundo, publicou um estudo que comprova que os jovens que possuem educação religiosa colhem resultados positivos na vida adulta. Em outras palavras, levar os filhos à igreja faz bem.

Além das óbvias questões espirituais, os benefícios incluiriam questões físicas e mentais. O estudo foi realizado pela Harvard T. H. Chan School of Public Health e divulgado no ano passado.

O documento aponta que as crianças que eram levadas à igreja pelos pais toda semana ou eram incentivadas a fazer uma oração se transformaram em adultos mais satisfeitos com a vida.

Tais jovens, na faixa de 20 anos, tinham uma tendência a evitar o abuso de bebidas alcoólicas, fumo, drogas e a promiscuidade sexual.

“Essas descobertas são importantes tanto para nossa compreensão da saúde quanto para nossa compreensão das práticas parentais”, disse a primeira autora, Ying Chen, que concluiu recentemente sua bolsa de pós-doutorado na Harvard Chan School.

“Muitas crianças são criadas religiosamente, e nosso estudo mostra que isso pode afetar poderosamente seus comportamentos de saúde, saúde mental e felicidade e bem-estar geral”, completou a pesquisadora.

A equipe de pesquisadores de Harvard analisou cinco mil crianças, que tinham entre 8 e 14 anos. Desses, pelo menos 18% dos frequentadores regulares da igreja relataram níveis mais altos de felicidade em seus vinte anos do que seus colegas não religiosos.

Outro ponto que chamou a atenção foi: 29% apresentavam inclinação para se unir a causas comunitárias e 33% recusavam drogas ilícitas.

Fonte: Pleno News