Foi sepultado nesta terça-feira, 5 de agosto, no início da tarde, no Cemitério Parque das Flores, em Recife, Pernambuco, o corpo do pastor Arnulfo Barbosa, 54 anos, diretor executivo da organização de serviço Diaconia. Ele faleceu anteontem, ao meio-dia, e foi velado na Igreja Presbiteriana das Graças, em Recife, cidade sede da Diaconia.

Sociólogo, teólogo e pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), Arnulfo Barbosa teve uma atuação muito presente no movimento social brasileiro. Ele coordenou o Processo de Articulação e Diálogo (PAD) no Nordeste, foi membro titular do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional de Pernambuco (Consea).

Também foi um dos fundadores da Articulação do Semi-Árido Brasileiro (ASA), do Núcleo Nordeste da Fraternidade Teológica Latino-Americana e da Comissão Brasileira de Evangelização. Dedicou-se 18 anos à Diaconia, primeiro como integrante do Conselho Diretor e, a partir de 1996, na direção do organismo de serviço.

Em depoimento aos participantes do II Congresso de Captação de Recursos e Sustentabilidade, promovido pela IPB em 2004, em São Paulo, Arnulfo contou que se envolveu no trabalho diaconal por acreditar que o evangelho é a resposta para o mundo, para a violência, injustiça, desumanidade e inquietação existencial.

“Viver com profundidade e intensidade o evangelho é a melhor maneira de ser solidário com o mundo. Mas, para viver dessa forma, precisamos cultivar senso crítico e discernimento, fundamentais para a compreensão do evangelho e para que ele seja ministrado”, afirmou.
Arnulfo deixa um exemplo de vida dedicada a serviço da unidade da Igreja de Cristo e à frente do trabalho desenvolvido por Diaconia, diz nota do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), ao manifestar profunda consternação à família enlutada.

No dia 28 de julho, a Diaconia completou 41 anos de atuação no Brasil. A organização nasceu de encontro da Confederação Evangélica do Brasil, realizado no Rio de Janeiro em 1967.

Fonte: ALC