Incêndio no CT do Flamengo deixa 10 mortos
Incêndio no CT do Flamengo deixa 10 mortos

Um incêndio atingiu o centro de treinamento do Flamengo, na manhã desta sexta-feira (08) no Rio de Janeiro. Conhecido como Ninho do Urubu, o local estava sendo usado como alojamento por jovens das categorias de base.

Segundo o Corpo de Bombeiros, que foi acionado às 5h17, há 10 mortos e três feridos – um deles em estado grave.

O incêndio atingiu a ala mais velha do CT, e recebia jogadores de 14 a 17 anos de idade. As vítimas estavam dormindo no momento do incêndio, o que teria contribuído para a tragédia.

Centenas de manifestações de pesar estão sendo divulgadas nas redes sociais, a maioria por pessoas ligadas ao esporte.

O Flamengo postou um baner em sua conta no Instagram, na cor preta com a inscrição “O Flamengo está de luto”.

O jogador Alexandre Pato escreveu: “Flamengo muita força!!! Que tristeza! Que Deus possa confortar todos os familiares!”

Goleiro do Flamengo, Gabriel Batista expressou choro por meio de um emoji: “Que aperto no coração, que Deus proteja a todos!”.

O jogador brasileiro do Manchester United, Andreas Pereira escreveu: “Muita vezes deixamos a nossa casa, família em busca do nosso sonho. Que tristeza! Peço a Deus que conforte o coração de cada pessoa próxima das vítimas. Hoje não tem cor, não tem torcida. Somos todos um só!”

Neymar Jr. reproduziu em seu Instagram o banner de luto do Flamengo.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) disse que “acompanha com consternação as primeiras informações sobre a tragédia no CT do Flamengo. Nossa solidariedade e orações para as famílias atingidas”.

A Chapecoense, que passou por tragédia quando da queda do avião com seu time em 2016, também se manifestou: “FORÇA, FLAMENGO! Estamos muito tristes e abalados com a notícia do incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, deixando inúmeras vítimas. Externamos nosso desejo de força aos irmãos do Flamengo e a todos os familiares dos atingidos. Nossos pensamentos e orações estão com vocês.”

Milto Neves disse no Twiiter: “Brumadinho, as chuvas do Rio e o Ninho do Urubu: precisamos começar 2019 diferente”.

Atleta do clube, Felipe Cardoso, conhecido como Felipinho, afirmou em redes sociais que conseguiu escapar escapar do incêndio por ter acordado antes de o fogo chegar à sua cama. “Incêndio ocorreu no meu quarto, só tenho que agradecer a Deus por conseguir acordar e escapar da morte, Deus conforte meus irmãos”, disse.

Times brasileiros e estrangeiros também se manifestaram lamentando a tragédia no Flamengo.

Fluminense faz círculo de oração pelas vítimas do incêndio no CT do Flamengo. (Foto: Twitter/Esporte Interativo)
Fluminense faz círculo de oração pelas vítimas do incêndio no CT do Flamengo. (Foto: Twitter/Esporte Interativo)

O governo do Rio de Janeiro manifestou pesar e decretou três dias de luto no estado.

O presidente Jair Bolsonaro, que está hospitalizado enquanto se recupera de cirurgia para retirada da bolsa de colostomia, manifestou pesar e disse estar consternado com a tragégia. Em nota oficial, diz que “solidariza com a dor dos familiares neste momento de luto”.

“Que Deus conforte seus familiares”, finaliza a nota da Presidência da República.

Craques da Paz

A equipe do projeto beneficente “Craques da Paz” está acompanhando o atendimento às famílias das vítimas do incêndio no CT do Flamengo, ocorrido na madrugada desta sexta-feira (8).

O coordenador do projeto, pastor Ricardo Pinudo está desde cedo no Ninho do Urubu com uma equipe de psicólogos que não apenas pode atuar para o apoio emocional das famílias enlutadas, como pode ajudar a equipe de psicólogos do Flamengo, que está muito abalada porque tinha já um vínculo de amizade com os garotos que morreram no acidente.

“Todos estão muito sensibilizados com o que aconteceu. O clube está providenciando todas as necessidades básicas com suporte emocional, alimentação, hospedagem e transporte. Esta foi uma fatalidade. Os vizinhos disseram que ouviram um grande estouro na área, que era a última que estava sendo reformada. Todas as outras já estavam prontas”, relata pastor Pinudo.

Na tarde desta sexta-feira, o grupo de Craques da Paz foi também para o hotel onde os parentes das vítimas estão sendo hospedados.

Incêndio no CT do Flamengo, o Ninho do Urubu, deixa mortos
Alguns dos meninos jogadores que morreram no incêndio no CT do Flamengo

Pastor Ricardo Pinudo esteve acompanhado dos psicólogos Vânia Ferreira, Washington Campelo e Juziane Brum. Ali, a movimentação é em torno da expectativa quanto a resposta oficial do IML, providências com documentos e velório.

“Nosso trabalho aqui no hotel é dar apoio psicológico e espiritual às famílias que estão chegando. É lamentável que a vida destes meninos tenha sido interrompida no momento em que eles estavam recebendo treinamento físico e técnico para seguir carreira. Todos precisamos de consolo nas mãos de Deus”, concluiu.

Fonte: Guia-me, UOL, Pleno News e G1