Fernando Haddad, candidato a Presidência do Brasil em 2018 pelo PT, de cabeça baixa
Fernando Haddad, candidato a Presidência do Brasil em 2018 pelo PT, de cabeça baixa

Na última quarta-feira (17), a Igreja Presbiteriana do Brasil publicou em sua página oficial do Facebook, uma nota de esclarecimento sobre o segundo turno das eleições.

Após o Partido dos Trabalhadores divulgar a informação que lideranças da denominação protestante também estavam entre os pastores presentes em um evento, no qual Fernando Haddad falou a diversos líderes cristãos.

Segundo o partido informou à imprensa, estiveram no evento “representantes das igrejas Metodista, Luterana, Batista, Anglicana, Assembleia de Deus e Presbiteriana”. Porém, a Igreja Presbiteriana do Brasil esclareceu em sua nota oficial que a Igreja Presbiteriana do Brasil não participou do evento e por isso não tem qualquer relação com o Partido dos Trabalhadores.

“Desde ontem (17/10), as redes sociais oficiais da IPB, receberam muitos questionamentos sobre a posição da igreja em relação ao segundo turno das eleições presidenciais, alegando que os meios de comunicação veicularam matéria sobre encontro de autoridades evangélicas com um dos candidatos à presidência da república e que haveria um suposto apoio da Igreja Presbiteriana do Brasil a este candidato”, explicou o presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, Rev. Roberto Brasileiro, na nota.

“Esclarecemos que a Igreja Presbiteriana do Brasil não participou e nem mesmo foi convidada para participar do evento”, acrescentou.

A nota também destacou que presença de um pastor em um evento político-partidário não configura uma representação da denominação.

“Dessa maneira, ainda que algum membro, oficial ou ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil declare publicamente seu voto ou participe de eventos realizados por políticos ou partidos, isso não representa a Igreja Presbiteriana do Brasil”, escreveu o pastor.

Roberto Brasileiro finalizou sua nota oficial, convocando os cristãos a continuarem em oração pelo futuro do país.

“Conclamamos o povo Presbiteriano e todos os cristãos do nosso país a continuarem orando pelo futuro de nossa nação”, disse.

Confira na imagem abaixo, a nota oficial emitida pela Igreja Presbiteriana do Brasil e assinada pelo Rev. Roberto Brasileiro:

Fonte: Guia-me