Bandeira de Cuba
Bandeira de Cuba

Os líderes das igrejas evangélicas cubanas mais representativas poderão transmitir uma mensagem gravada de quinze minutos na televisão nacional todos os dias da celebração da Semana Santa.

O superintendente geral das Assembleias de Deus, Rev. Moisés de Prada , presidente da Convenção Batista do Oeste de Cuba, Rev. Dariel Llanes , bispo da Igreja Metodista, Rev. Ricardo Pereira, presidente da Liga Evangélica de Cuba, Rev. Álida León e outros dois líderes não identificados participaram das gravações. 

Os evangélicos cubanos de diferentes denominações haviam compartilhado através das redes sociais um pedido dirigido ao Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT) , para incluir conteúdo cristão em sua programação regular.

“Não é menos verdade que somos material e emocionalmente afetados pela crise que essa pandemia causou, mas pode elevar as pessoas espiritualmente”, disse o reverendo Moisés de Prada Esquivel, superintendente geral das Assembleias de Deus. Ele acrescentou que “estimular a fé produz paz e esperança” .

A pedido do pastor Prada, outras vozes das igrejas batistas e da Liga Evangélica de Cuba se uniram. Eles compartilharam o endereço postal, os números de telefone e um e-mail do escritório de atendimento da população para que todos os que apoiavam essa iniciativa pudessem se comunicar.

Em raras ocasiões, a televisão nacional deu espaço aos evangélicos cubanos. Uma delas foi durante a Celebração Evangélica de 1999, quando eles distribuíram três cultos religiosos de cidades do interior do país e um evento com maior cobertura da Plaza de la Revolución da capital.

As cantatas de Natal estão entre essas exceções, mas são organizadas pelo Conselho de Igrejas de Cuba (CIC), uma instituição pela qual a maioria dos cristãos não se sente hoje representada. O governo reduz a presença cristã nos meios de comunicação de massa a programas de rádio – também sob a égide da CIC – em horários de pouca audiência, onde geralmente aparecem líderes religiosos que seguem o curso da posição política oficial. 

Por seu lado, a Conferência dos Bispos Católicos de Cuba “solicitou às autoridades do país que, diante da situação enfrentada, cada Bispo possa transmitir uma mensagem de rádio nos quatro dias centrais da Semana Santa”. Eles também pediram a transmissão pela televisão das celebrações presididas pelo Vaticano. Recentemente, as autoridades do país também deram uma resposta positiva ao pedido. 

Enquanto a maioria dos templos permanece fechada , cumprindo assim medidas de isolamento social para conter os contágios de Covid-19, pastores e padres compartilham devocionais, pregações, homilias, reflexões ou palavras de encorajamento através de suas redes sociais, apesar de as limitações e o alto custo da conexão com a internet na ilha.

A isso eles acrescentam o exercício da misericórdia. Líderes e paroquianos de diferentes áreas do país distribuem, de acordo com suas possibilidades, produtos de higiene pessoal, alimentos e dinheiro para idosos e pessoas carentes da comunidade.

Além disso, imagens de mulheres idosas em suas antigas máquinas de costura tornaram-se comuns, criando, com recortes de tecido, máscaras caseiras chamadas “naso-bucos” em Cuba para entregar a seus parentes, irmãos da igreja e moradores do bairro.

Folha Gospel com informações de Evangelico Digital