Valdemiro Santiago
Valdemiro Santiago

A Justiça de São Paulo mandou penhorar R$ 17.517,01 de contas bancárias em nome do apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, por falta de pagamento de aluguel de um imóvel em Pereira Barreto, no interior de São Paulo. As informações são do colunista Rogério Gentile, do Uol.

A sentença do juiz Luciano Correa Ortega é de julho e cabe recurso. Pelo que consta dos autos do processo, o valor já foi arrestado e depositado em conta judicial no final do mês passado.

O processo de cobrança dos valores é movido contra a igreja e Valdemiro aparece como coexecutado.  

No dia 9 de janeiro deste ano, certidão juntada ao processo dava conta de que o prazo para que o débito fosse quitado tinha expirado em 26 de novembro do ano passado, sem que ele fosse pago.

A igreja alegou queda de arrecadação em decorrência da pandemia do novo coronavírus para não pagar os aluguéis e também alega que Valdemiro não deveria responder pelo pagamento, já que ele não faz parte da ação e que o contrato conta com dois fiadores.

A pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde em março deste ano, mês em que as autoridades sanitárias brasileiras constataram que o vírus estava circulando no país.

Em 29 de maio, o juiz Ortega proferiu decisão dizendo que a pandemia não implicava suspensão de obrigações financeiras nem do processo. Ainda escreveu que esse argumento não poderia ser utilizado para justificar o não-pagamento dos aluguéis, pois quando foi feito acordo do valor – descumprido – ainda não se tinha conhecimento do vírus.

Ainda cabe recurso contra a decisão.

Fonte: Pensar Piauí e IstoÉ