Uma em cada duas crianças da Índia já foi vítima de abusos sexuais, cometidos por conhecidos em 50% dos casos, segundo um relatório apresentado pela ministra para a Mulher e Desenvolvimento Infantil indiana, Renuka Chowdhury.

Além disso, duas em cada três crianças indianas sofreram maus-tratos físicos alguma vez, afirma o estudo divulgado pela agência de notícias nacional “PTI”, que afirma que é o primeiro deste tipo elaborado na Índia.

A pesquisa, elaborada pela ONG Prayas em associação com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a organização Save the Children, foi feita em 13 estados da Índia com uma amostra de 12.447 crianças, das quais 53,22% disseram ter sofrido uma ou mais formas de abuso sexual.

Os mais atingidos são os menores de entre 5 e 12 anos de idade, e as regiões onde mais situações desta índole são registradas são Andhra Pradesh (centro-sul), Bihar e Assam (nordeste), e Délhi.

Em 50% dos casos, os autores eram conhecidos das crianças ou tinham uma relação de confiança ou responsabilidade, e a maioria das vítimas não contou a ninguém os excessos que tinha sofrido, afirma o relatório.

Além disso, duas em cada três crianças sofreram violência física, da qual os meninos são as vítimas mais freqüentes, acrescenta o estudo.

O relatório também indica que os próprios pais cometem 88,6% dos casos de maus-tratos físicos contra crianças indianas no ambiente familiar.

Fonte: EFE