Este ano dois eventos evangélicos reuniram juntos mais de 70.000 pessoas

Os moradores do bairro do Pacaembu, em São Paulo, estão incomodados com as autorizações que a prefeitura da capital liberou para que eventos religiosos acontecessem no estádio. Os moradores dizem que a grande quantidade de pessoas prejudica “a segurança, o sossego e a saúde do bairro”.

Este ano foram dois eventos evangélicos no estádio, um organizado pela Igreja Universal do Reino de Deus que realizou ali uma partida de futebol entre pastores e recentemente a comemoração do Centenário das Assembleias de Deus. Esses dois eventos reuniram cerca de 70.000 pessoas, incomodando os vizinhos do estádio.

“Nosso receio é que a vida por aqui volte a ser um inferno”, afirma Iênidis Benfati, presidente da associação Viva Pacaembu por São Paulo. O Ministério Público também está investigando quem autorizou o evento das AD, já que existe lei proibindo reuniões não esportivas no local.

Eventos de entretenimento também estão incomodando os vizinhos do Estádio do Morumbi, mas a SPTuris, empresa de turismo e eventos de São Paulo, por meio de seu executivo, Caio Luiz de Carvalho, diz à revista Veja que essa questão de incomodo precisa ser reavaliada pelos moradores desses bairros.

[b]Fonte: Gospel Prime com informações VEJA [/b]