Ccrucifixo sobre sangue (perseguição aos cristãos)
Ccrucifixo sobre sangue (perseguição aos cristãos)

Muitos cristãos são alvos de violência por não negarem Jesus. Na Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2021*, o nível de violência é medido pelo monitoramento do número total de incidentes contra os seguidores de Cristo em cada país. Eles podem ser de: cristãos mortos, cristãos presos e igrejas e casas de cristãos atacadas.

Em muitos países e regiões, é difícil ter acesso aos números exatos de incidentes, mas, através de fontes indiretas, pode-se saber que há violência contra cristãos. Sendo assim, em alguns casos, os índices trazidos pela pesquisa da LMP são estimados.

Quantos cristãos foram mortos por causa da fé?

Por não abandonarem o evangelho, muitos seguidores de Cristo são mortos, o que torna esse tipo de incidente um dos principais indicadores da violência contra os cristãos. O número de cristãos mortos apresentou aumento de 60% na Lista Mundial da Perseguição 2021 com 4.761 casos, se comparada à edição anterior. A Nigéria apresentou o maior número de irmãos e irmãs assassinados, com 3.530 incidentes.

Quantos cristãos foram presos por seguir Jesus?

Cerca de 4.277 cristãos foram condenados ou detidos por causa da fé, no período de pesquisa. O número de cristãos condenados aumentou em 5% em comparação à LMP 2020, com 1.464 casos. Já o número de cristãos detidos, diminuiu em 18% e foram registrados 2.813 incidentes. A África e a Ásia são os continentes que apresentam os maiores números de cristãos condenados e detidos, e a Eritreia tem o maior número de incidentes desse tipo.

Qual a estimativa sobre as igrejas e casas atacadas?

Na Lista Mundial da Perseguição 2021, o número de igrejas e outros prédios cristãos atacados foi de 4.488. Houve uma diminuição de 53%, se comparado à LMP 2020. A Ásia detém o maior número de casos em que igrejas ou edifícios cristãos como escolas, hospitais e cemitérios, foram atacados, destruídos ou fechados por motivação religiosa.

Violência contra cristãos

A violência com motivações religiosas que tem por alvo específico os cristãos pode ser identificada pelo total de incidentes ocorridos contra eles em cada país. Esses incidentes podem ser classificados em várias categorias, como o número de cristãos mortos, cristãos presos e atacados e também o número de igrejas, casas e lojas de cristãos atacadas.

É importante ressaltar que há locais onde é muito difícil ter acesso a números exatos, mas sabe-se claramente, por meio de fontes indiretas, que há incidentes violentos contra cristãos. Nesses casos, os números apresentados pela pesquisa da Lista Mundial da Perseguição 2021* são apenas estimados, o que faz com que muitos números sejam mais conservadores que os reais.

Destacamos também que por trás dos números das diferentes categorias de violência muito se esconde de vista. Um marido ou filho morto deixa a mãe e os filhos menores em um estado de grande vulnerabilidade. Uma esposa ou filha sequestrada deixa o homem apenas imaginando o que pode estar acontecendo com ela – tais pensamentos atormentam a mente incessantemente, o que também é uma forma de perseguição.

Cristãos mortos

O número de cristãos mortos é um dos principais indicadores da violência enfrentada por nossos irmãos e irmãs ao redor do mundo pelo simples fato de serem cristãos. O número total de cristãos mortos por causa da fé aumentou 60%, indo de 2.983 casos registrados na Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2020 para 4.761 na LMP 2021. A África é de longe o continente onde ocorreu a maioria dessas mortes, ou seja, 91% delas.

Na África, a região do Oeste Africano obteve o maior número de cristãos mortos por causa da fé, sendo 76% do número total e 83% do número para a África. Entre os países do Oeste Africano, Nigéria teve o maior número de cristãos mortos. Somente no país, que passou a ocupar o Top10 da Lista Mundial da Perseguição 2021, o número aumentou de 1.350 na LMP 2020 para 3.530 na LMP 2021, o que representa 74% do número total.

O bloqueio por causa da COVID-19 na Nigéria começou no final de março de 2020. Os números mensais de mortes de cristãos foram mais altos no período em que o país esteve sob bloqueio devido ao coronavírus, entre abril e agosto de 2020.

Na Ásia, o número de cristãos mortos aumentou 43%, o aumento foi causado principalmente pelo número registrado no Paquistão. A América Latina, com 1% do número total, também viu um aumento de 48% no número de cristãos mortos.

Cristãos presos

Um total de 4.277 cristãos foram detidos ou condenados por causa da fé no período de pesquisa da Lista Mundial da Perseguição 2021. Enquanto o número de cristãos detidos diminuiu 18%, indo de 3.420 casos registrados na LMP 2020 para 2.813 na LMP 2021, o número de cristãos condenados aumentou 5%, passando de 1.391 casos registrados na LMP 2020 para 1.464 na LMP 2021.

O número de cristãos detidos por causa fé na África (43%) e na Ásia (55%) é equiparado. Na África, a Eritreia é o país com maior número de cristãos detidos (986) e na Ásia, o maior número fica com a China. Já no caso de cristãos condenados por causa da fé, na Ásia o número foi muito maior (89%) do que na África (10%). Mas também nessa categoria, o país africano que ganha é a Eritreia, com 68% do total da África e 7% do total global.

A categoria de cristãos condenados engloba os condenados à prisão, campo de trabalho forçado, enviados para hospital psiquiátrico como punição ou lugares semelhantes por motivos relacionados à fé.

Igrejas atacadas

Nesta categoria estão inclusas quantas igrejas ou edifícios cristãos (escolas, hospitais, cemitérios, etc.) foram atacados, danificados, bombardeados, saqueados, destruídos, incendiados, fechados ou confiscados por motivação religiosa.

O número total de igrejas (e outros edifícios cristãos) atacadas em diferentes formas de gravidade na LMP 2021 foi de 4.488, representando uma redução de 53% em relação à LMP 2020. Na Ásia ocorreram77% dos ataques, em comparação com 20% na África e 3% na América Latina. O país com maior número de igrejas atacadas é a China, com 3.088 casos registrados em 26 províncias, o que corresponde a 90% dos ataques ocorridos na Ásia e 69% do número global.

Os ataques a igrejas na China variaram de remoções de cruzes a demolições completas de igrejas. Apesar de o número de casos ter diminuído de 5.576 para 3.088, é importante observar que as igrejas que foram afetadas no período do relatório da LMP 2020 continuam sendo afetadas no período de pesquisa da LMP 2021, pois muitas igrejas fechadas não foram reabertas, por exemplo. A cada ano, são considerados apenas os casos novos.

Na África, o número registrado de igrejas atacadas é realmente muito baixo. Em situações com altos níveis de violência, é difícil obter números exatos de igrejas atacadas ou fechadas, principalmente porque os relatórios muitas vezes se concentram nas pessoas mortas. Esse é o caso da Nigéria e outros países do Oeste Africano, onde grupos jihadistas, atacam (principalmente) aldeias cristãs às centenas. Quando as pessoas fogem, elas deixam casas, campos, lojas e igrejas para trás. É difícil saber os números exatos. O número de 270 igrejas atacadas na Nigéria, por exemplo, deriva de dados concretos, mas provavelmente é muito baixo.

*As informações referentes à Lista Mundial da Perseguição 2021 foram coletadas no período de pesquisa da LMP 2021 (1 de outubro de 2019 a 30 de setembro de 2020).

Fonte: Portas Abertas