O padre Nelson Koch não é mais candidato a vice-prefeito de Sorriso na chapa com o empresário Chicão Bedin, do PMDB. Ele confirmou que desistiu oficialmente de participar das eleições, atendendo determinação do bispo diocesano de Sinop, Dom Gentil Delázari.

O Código de Direito Canônico proíbe a participação de padres e bispos nas eleições.

“Conversei ontem à noite com as lideranças partidárias e expliquei que não poderia deixar de lado meus 27 anos de trabalho sacerdotal, iniciados em Sinop e desenvolvidos em Sorriso e outras cidades. Minhas vontade pessoal era ser candidato, mas não posso desrespeitar as decisões superiores da igreja”, afirmou, ao Só Notícias.

“Pessoalmente fico frustrado com esta decisão, mas por outro lado o carinho do povo de Vera, Feliz Natal e Santa Carmem onde estou me deixa muito feliz e me incentiva a continuar meu trabalho sacerdotal”, acrescentou.

O bispo diocesano Dom Gentil Delazari disse, ao Só Notícias, que, caso padre Nelson insistisse em ser candidato poderia ser afastado de suas funções e transferido para outra cidade. Em 2004 ele havia sido candidato pelo PT e acabou levando gancho e transferido para Vera.

Agora, a coligação encabeçada por Chicão Bedin discute quem deve ser o candidato a vice.

Fonte: Só Notícias