Família
Família

Pais adotivos na Filadélfia, nos EUA, entraram com uma ação contra a cidade por causa de sua nova política de proibir os Serviços Sociais Católicos de colocarem crianças em lares adotivos porque a cidade considera suas crenças bíblicas sobre casamento entre pessoas do mesmo sexo discriminatórias.

Na ação, “Sharonell Fulton, e outros contra a cidade de Filadélfia”, os demandantes estão exigindo que a cidade pare de proibir a agência cristã de prestar serviços sociais, especificamente, no caso de adoção de crianças, por causa de sua posição sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Becket, um escritório de advocacia de liberdade religiosa, está representando Fulton e outros pais adotivos.

A cidade de Filadélfia fez uma chamada em março para 300 novas famílias adotivas para abrigar as aproximadamente 6 mil crianças e adolescentes que estão no sistema de acolhimento da cidade. Naquele mesmo mês, a cidade impediu que os Serviços Sociais Católicos pudessem colocar crianças em lares adotivos devido à sua chamada política de não discriminação.

“As casas de adoção estão vazias, mesmo quando a cidade implora por mais famílias para ajudar em sua crise de adoção”, disse Becket em um comunicado compartilhado com o The Christian Post.

Sharonell Fulton, uma mãe adotiva que é a principal autora do processo, disse: “Que justiça há em tirar lares estáveis ​​e amorosos das crianças? Se a cidade corta os Serviços Sociais Católicos dos lares adotivos, mães adotivas como eu não terão ajuda e o apoio de que precisam para cuidar de crianças com necessidades especiais.”

“Eu tenho confiado nos Serviços Sociais Católicos por anos, e a cidade está tirando essa ajuda e causando danos e sofrimento a inúmeras famílias como a minha.”

Quando solicitou uma resposta ao processo, o Departamento de Serviços de Saúde da Filadélfia se recusou a comentar diretamente, mas disse em um comunicado enviado ao The Christian Post, que “estão genuinamente agradecidos pelos serviços prestados pelos Serviços Sociais Católicos”.

O Departamento de Serviços de Saúde da Filadélfia acrescentou que, embora aprecie o trabalho da organização católica, está cortando todos os laços porque “esses serviços devem ser prestados de maneira consistente com certos princípios centrais da cidade, incluindo nossas regras de não discriminação”.

“Como os Serviços Sociais Católicos trabalham em nome da cidade, não podemos permitir discriminação contra casais qualificados que estão prontos para assumir esse importante papel, simplesmente por causa de quem eles são.”

Um porta-voz da Arquidiocese Católica da Filadélfia disse em março  que eles não tinham planos de mudar suas práticas de adoção de filhos quando a cidade os impediu de participar em março, explicando que a agência não pode “fornecer serviços de qualquer maneira ou cenário que violem seus direitos, integridade institucional, valores fundamentais e crenças católicas”.

Rod Dreher, que escreve para The American Conservative e é autor do best-seller The New York Times, The Benedict Option , criticou a posição da cidade.

“A cidade de Filadélfia prefere tirar crianças órfãs de pais adotivos cristãos que dependem dos Serviços Sociais Católicos a tolerar crenças católicas”, escreveu ele em seu blog.

“Note bem que nem o Serviço Social Católico nem a Arquidiocese da Filadélfia estão tentando impedir a colocação de crianças com casais homossexuais; apenas se recusa a fazê-lo com base em suas antigas convicções religiosas”.

Ele acrescentou: “A crueldade mesquinha e o ódio anticristão mostrado pela esquerda cultural em casos como esse chocam a consciência”.

A Arquidiocese de Filadélfia e o Serviço Social Católico atende crianças em toda a Filadélfia por mais de 100 anos e atualmente atende a mais de 100 crianças. Nenhuma família ou indivíduo jamais se queixou de que a missão católica da agência os impediu de promover ou adotar uma criança, segundo Becket.

“Para uma cidade com tanta história, os responsáveis ​​têm uma memória bastante curta”, disse Lori Windham, conselheira sênior da Becket.

“Por um século, o Serviço Social Católico vem servindo crianças na Filadélfia. Essas crianças são as prejudicadas pelas ações da cidade.”

Uma audiência judicial deverá ocorrer no final deste ano.

Fonte: The Christian Post