Colonos judeus picharam insultos a Maomé nas paredes de uma mesquita nesta quinta-feira na cidade de Hebron, na Cisjordânia, região sob ocupação israelense, informaram moradores palestinos.

Uma estrela de Davi foi pintada próxima a palavras ofensivas, escritas em hebraico.

A mesquita localiza-se perto de um prédio onde cerca de 150 colonos vivem desde 2007. A Suprema Corte de Israel decidiu no domingo (16) que eles devem desocupar o local, cuja propriedade é contestada e está sob julgamento.

Mouatassem Daana, um morador palestino de Hebron, disse que viu os colonos se reunirem perto do prédio, “escrevendo pichações ofensivas na parede da mesquita insultando o profeta Maomé” e quebrando janelas.

Hebron é um dos locais de maior tensão entre israelenses e palestinos. Cerca de 650 colonos vivem em enclaves fortificados protegidos por tropas israelenses no coração da cidade que tem 180 mil palestinos.

Um porta-voz militar de Israel disse que os colonos também vandalizaram um cemitério perto da mesquita e que feriram um soldado com um produto químico em spray quando ele tentava conter uma troca de pedradas entre colonos e palestinos.

Soldados israelenses estão tentando remover as pichações e consertar os danos à mesquita e ao cemitério, disse o porta-voz. “Nós tratamos incidentes desse tipo seriamente”, ele disse.

Fonte: Folha Online