Pastor Jim Bakker mostrando o produto Solução de Prata (Reprodução)
Pastor Jim Bakker mostrando o produto Solução de Prata (Reprodução)

O controverso televangelista e pastor Jim Bakker pagará US$ 156.000 (cerca de R$ 700 mil) em restituição como parte de um acordo com o estado de Missouri por promover uma cura falsa para coronavírus em seu programa.

Em fevereiro de 2020, “The Jim Bakker Show” apresentou um produto conhecido como Silver Solution (Solução de Prata, em tradução livre), no qual um convidado disse que era capaz de curar certos coronavírus, porém, o medicamento não possui nenhuma eficácia no tratamento da Covid-19 ou na prevenção da doença.

O produto era feito à base de prata coloidal, substância conhecida por causar argíria – uma condição que pode manchar permanentemente a pele com uma cor azul acinzentada.

A Solução de Prata custava mais de R$ 400 no programa e foi comercializada em vários episódios até março de 2020, quando o procurador-geral do Missouri processou o programa.

O estado de Missouri, nos EUA, e Bakker entraram em um acordo no qual o ministério de Bakker pagaria cerca de R$ 700 mil em restituição pela venda do produto em seu programa. A restituição será feita através do envio de cheques para todos os que compraram o produto.

De acordo com a ordem, assinada pelo juiz Alan Blankenship, o pastor Bakker concordou em parar de vender o produto, mas também negou qualquer irregularidade na matéria.

No entanto, ambas as partes concordaram com o acordo “a fim de evitar despesas substanciais e as incertezas de novos litígios”.

Folha Gospel com informações de The Christian Post