O pastor de uma igreja de Dallas, no Estado americano do Texas, desafiou seus fiéis a ter relações sexuais sete vezes por semana. Porém, a regra só se aplica a pessoas casadas, informa o diário online Metro.

O referendo Ed Young defendeu sua idéia dizendo que a sociedade incentiva o sexo promíscuo e não nas relações conjugais.

Young, 47 anos, que comanda uma igreja com 20 mil fiéis, disse que “o sexo deve ser um estímulo, um ato que reforça a união espiritual”. Segundo ele, “Deus diz que o sexo deve acontecer entre um homem e uma mulher casados”.

Fonte: JB Online