Pastor Davi Passamani pede perdão por adultério
Pastor Davi Passamani pede perdão por adultério

A Polícia Civil recebeu uma nova denúncia de assédio sexual contra o pastor Davi Passamani, em Goiânia, após uma veterinária que frequentava a mesma igreja acusá-lo do crime em uma rede social.

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher já ouviu as duas mulheres.

Nas redes sociais da igreja, um comunicado diz que o pastor foi afastado das suas funções ministeriais para tratamento médico especializado e que o Conselho Pastoral está tomando providências jurídicas e eclesiásticas com relação ao caso.

O pastor Davi Passamani, usou uma rede social para se pronunciar a respeito de uma acusação de assédio sexual. Ele admitiu que tenha se envolvido em adultério, mas negou as acusações de assédio. Ele também pediu perdão aos fiéis.

A primeira denúncia foi feita pela veterinária Gabriella Palhano. Ela contou que o assédio aconteceu há dois anos. Durante uma conversa, o pastor perguntou sobre a vida sexual dela, disse que queria sentir seu beijo e que teve um sonho com ela, o qual a vítima classifica como “horrível e nojento”.

A delegada Paula Meotti informou que, depois de Gabriella, outra mulher também denunciou o pastor por assédio sexual e já foi ouvida. A polícia vai ouvir as testemunhas dos casos e, só ao final, vai interrogar o pastor.

Fonte: JM Notícia