Ravi Zacharias morreu em 19 de maio de 2020, aos 74 anos, após batalha contra o câncer.
Ravi Zacharias morreu em 19 de maio de 2020, aos 74 anos, após batalha contra o câncer.

O apologista cristão Ravi Zacharias faleceu esta manhã em sua casa em Atlanta, após uma breve batalha contra o câncer ósseo. Ele tinha 74 anos.

Ravi foi diagnosticado com uma forma rara de câncer ósseo em março de 2020, depois de fazer uma cirurgia nas costas em 20 de fevereiro. Desde então, passou por quimioterapia. No entanto, a condição da área onde houve a metástase se deteriorou e Zacharias voltou para casa para ficar com sua família na semana passada, depois que os médicos declararam que não podiam fazer mais nada.

Ravi Zacharias fundou os Ministérios Internacionais Ravi Zacharias (RZIM) e lançou uma equipe global de quase 100 estudiosos e autores cristãos que continuam a falar, fornecer recursos, treinar e abordar as questões de milhões em todo o mundo.

Frederick Antony Ravi Kumar Zacharias, nasceu na Índia em 26 de março de 1946. Foi um evangelista e apologista cristão naturalizado norte-americano. Emigrou para o Canadá aos vinte anos e depois viveu nos Estados Unidos. É autor de vários livros, incluindo o premiado Pode o homem viver sem Deus? (Can Man Live Without God?) e Por que Jesus é diferente? (Jesus among other gods).

De cético a líder no cristianismo

Zacharias era um cético de 17 anos – um incrédulo, se recuperando de uma tentativa de suicídio – quando, visitado por um diretor da Juventude por Cristo que lhe deu uma Bíblia, ouviu as palavras de Jesus em João 14:19: “Porque eu vivo, você também viverá”.

A verdade das escrituras deu esperança a Zacarias e ele entregou sua vida a Cristo, prometendo não deixar pedra sobre pedra em sua busca pela verdade.

A declaração de Cristo em João 14 – “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” – tornou-se a pedra angular da missão suprema de Zacarias como apologista e evangelista cristão: apresentar e defender a verdade de Jesus Cristo, para que outros possam encontrar vida. 

“O chamado de Zacharias para pregar foi confirmado pela primeira vez quando ele recebeu o Prêmio de Pregador da Juventude Asiática no Congresso Internacional da Juventude em Hyderabad aos dezenove anos.”

Ao longo das décadas, Ravi ministrou em escala global e até compartilhou a verdade de Jesus várias vezes no The 700 Club. “Como é maravilhoso saber que, quando o Espírito Santo fala com você e comigo, Ele permite que você se compreenda, morra para si mesmo por causa da cruz e faz nascer o verdadeiro você quando você é crucificado com Cristo, mas você vive , não você, mas Cristo vive em você “, explicou.

Zacharias começou a pregar na Índia aos 19 anos. Anos depois, ele foi convidado a falar na Associação Evangelística Billy Graham, em Amsterdã, onde se dirigiu a 4.000 outros oradores. Seria outro momento decisivo para ele, quando ele começou a considerar seriamente a necessidade crítica da apologética de remover as barreiras intelectuais que impediam muitos de considerar as reivindicações da verdade de Cristo. Em 1984, ele fundou os Ministérios Internacionais Ravi Zacharias. 

Até o fim, Zacharias permaneceu comprometido com seu chamado para representar o evangelho de Jesus Cristo por meio da pregação, ensino e seu popular programa de rádio chamado “Let My People Think”. Ele compartilhou a mensagem de Deus com milhões de pessoas em mais de 70 países e escreveu mais de 25 livros. 

Em 2017, a visão de Zacharias de estabelecer um centro de treinamento em apologética nos EUA foi realizada com o lançamento do Instituto Zacharias em Atlanta. Ele passou quase 50 anos promovendo a fé cristã e abordando as grandes questões da vida sobre significado, moralidade e destino com eloquência e graça.

“No centro da fé cristã está a graça de Deus. Se há uma palavra que eu pegaria de tudo isso é perdão, que você pode ser perdoado, que eu posso ser perdoado e é a graça de Deus”, disse Zacarias sobre o poder do evangelho. 

Zacharias deixa sua esposa Margie, com quem foi casado por 48 anos, e três filhos crescidos. Ravi Zacharias tinha 74 anos.

Em vez de flores, a família Zacharias pediu que todos os presentes fossem feitos para o trabalho em andamento da RZIM

Folha Gospel com informações de Wikipédia, CBN News e The Christian Today