"Out" da Pixar apresenta um personagem principal abertamente gay, maio de 2020 | Twitter / Disney +

A Roskomnadzor, agência reguladora de comunicação da Rússia, proibiu a Walt Disney Co. de distribuir conteúdo considerado prejudicial às crianças do país. A referência se aplica especificamente ao curta-metragem Out (Brasil: Segredos Mágicos)lançado no canal Disney+, nos Estados Unidos, no ano passado.

De acordo com a agência de notícia Reuters, a Roskomnadzor enviou uma carta a Disney, nesta sexta-feira (29), avisando que a lei russa proíbe a distribuição de informações que “negam valores familiares e promovem relacionamentos sexuais não tradicionais” para crianças.

Segredos Mágicos, dirigido por Steven Clay Hunter e produzido pela Pixar, é divulgado como a primeira animação da Disney com um protagonista LGBT e seria distribuído no país de Vladimir Putin neste ano.

Relacionamentos homossexuais são legais na Rússia. No entanto, uma lei de 2013 proíbe disseminar “propaganda de relacionamentos sexuais não tradicionais” entre jovens russos.

Fonte: Pleno News