Homens iranianos
Homens iranianos

Asghar Salehi e Mohammadreza Rezaei, cristãos persas convertidos da província de Fars, e outro cristão convertido receberam, cada um, seis meses de prisão por conta de sua fé e atividade cristã.

Asghar, de 43 anos, deixou um sério vício e, após se converter a Jesus Cristo, conheceu Mohammadreza (35) e outros cristãos, que experimentaram problemas parecidos com vícios.

Em 18 de setembro de 2018, a inteligência iraniana invadiu as casas de Asghar e Mohammadreza e os prendeu, assim como quatro outras pessoas em suas casas. Asghar foi interrogado durante três dias, sendo mantido vendado a maior parte do tempo.

Ele foi transferido para a prisão de Eghlid nos próximos oito dias. O cristão foi solto sob fiança após submeter uma licença de negócio como garantia.

Asghar, Mohammadreza e o outro cristão convertido foram convocados para a audiência na Corte Penal de Eghlid, em 18 de abril de 2019, e acusados de propaganda contra a república islâmica.

O juiz não permitiu que Asghar falasse e alertou que ele estava sendo monitorado. Além disso, teria que se comprometer a parar com todas as atividades cristãs antes da próxima audiência.

Em 16 de setembro, os três homens foram convocados novamente à Corte Penal e, em 22 de setembro, a decisão foi anunciada.

Os três homens foram condenados a uma sentença de seis meses de prisão cada por “propaganda contra o sistema por meio de promoção do cristianismo sionista”, de acordo com o artigo 500 do Código Penal.

Asghar e Mahammadreza preencheram um apelo contra a sentença de prisão no dia 24 de setembro. Além disso, Asghar também enfrenta sérios problemas de saúde.

Fonte: Portas Abertas