No último dia 18 completou três anos desde o desabamento ocorrido na igreja Igreja Renascer em Cristo, do casal Estevam e Sônia Hernandes (foto), que matou nove pessoas.

Porém mesmo depois de todo esse tempo a justiça ainda não apontou os culpados pelo desastre.

Até o momento nem a igreja, nem os engenheiros responsáveis pela obra foram responsabilizados pela queda do telhado, o processo está em andamento na justiça de São Paulo.

O desabamento ocorreu no dia 18 de janeiro de 2009 no intervalo entre dois cultos da igreja, quando ainda haviam muitas pessoas no templo. Segundo relatos poucos minutos antes do desabamento o culto havia sido ministrado diretamente dos Estados Unidos pela Bispa Sonia Hernandes que cumpria pena de conspiração e contrabando de dinheiro juntamente com o apóstolo Estevam.

Várias vítimas do desabamento moveram ações contra igreja, como Elaine Lacerda do Nascimento Uchoa de Britto, de 33 anos, mãe da adolescente Gabriela Lacerda do Nascimento Uchoa Britto, 14, que morreu no desabamento. Em 2010 Elaine teve o pedido de indenização negado depois de um pedido de cancelamento por parte da igreja eu alegou que a responsabilidade pelo incidente não era dela e sim dos engenheiros das empresas contratadas para as obras do templo.

Mesmo depois de três anos do desabamento ninguém ainda foi responsabilizado pela justiça e o processo ainda está em andamento na justiça do estado.

[b]Fonte: Gospel+[/b]