A Igreja Universal do Reino de Deus está dividida. No momento, atravessa uma crise de comando. A revista Carta Capital publicou a notícia de que Edir Macedo teria sido traído pelo bispo Romualdo Panceiro (foto a direita), a quem escolheu como seu sucessor. Segundo a revista, Panceiro teria transferido bens da igreja para seu nome. A revista confirmou que Edir Macedo está doente.

Há cerca de três meses, o chefe máximo da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, nomeou o bispo Romualdo Panceiro, o então líder no Brasil, como o seu sucessor mundial.

Panceiro mudou-se para a Califórnia, onde vive Macedo, de onde passaria a comandar a igreja, mas mantendo-se próximo ao fundador da instituição.

Surpreendentemente, o novo comandante retornou ao Brasil. Com uma procuração nas mãos passada por Macedo, Panceiro obteve o controle de vários dos mais importantes e valiosos bens da igreja, tornou-se o homem forte e deixou de ouvir o antigo guru, revelam fontes próximas à cúpula da Universal.

O bispo Macedo sentiu-se traído pelo ex-líder no Brasil. No entanto, não teria agora como reverter o poder outorgado a Panceiro.

Uma importante funcionária da área administrativa da igreja confirmou que o novo dirigente está fortalecido e “com amplos poderes”.

Procurada para falar sobre a crise, a direção da igreja disse que a informação “não procede” e “é infundada”. “A Universal do Reino de Deus tem em seu corpo a liderança do bispo Edir Macedo”, informou em nota.

Confira a íntegra dessa reportagem na edição impressa da Revista Carta Capital

Folha de São Paulo:

A notícia de que o bispo Romualdo Panceiro traiu a confiança de Edir Macedo, publicada pela revista “Carta Capital”, caiu como uma bomba na Record. Panceiro foi anunciado pelo próprio Macedo como seu sucessor no comando da igreja. Seu preferido agora seria Paulo Roberto Guimarães.

A mudança repercute diretamente na Record porque Guimarães e o também bispo Honorilton Gonçalves, presidente de fato da emissora, não se bicam. A Universal é o maior “cliente” da Record.

Segundo a “Carta Capital”, Panceiro teria transferido bens da igreja para seu nome. A revista confirmou que Edir Macedo está doente.

Fonte: Carta Capital e Folha de São Paulo