Para ser una, a Igreja tem que voltar-se à base comum, que é Jesus Cristo crucificado, disse o novo secretário-geral do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), o pastor luterano Olav Fykse Tveit, 49 anos, da Noruega, ao ser investido oficialmente no cargo, em culto celebrado em Genebra, na terça-feira, 23 de fevereiro.

A cruz, frisou o secretário na homilia da celebração da investidura, não é apenas um sinal de identidade religiosa, mas uma “prova de realidade”, tanto para as igrejas como para o movimento ecumênico. A cerimônia foi presidida pelo moderador do CMI, o pastor Walter Altmann, presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil.

Na raiz de toda possível unidade cristã está a cruz, destacou o novo secretário-geral. Ele admitiu, contudo que “não parece ser uma linguagem muito diplomática”, ao se referir de que a cruz é o símbolo do que as igrejas têm para dar ao mundo. Mas essa afirmação oferece “substância e direção ao movimento ecumênico”, apontou.

Ao indagar como o movimento ecumênico pode ser um “movimento da cruz, a árvore da vida”, Tveit recorreu aos líderes da Igreja primitiva para dar a resposta: “Quando Cristo abre seus braços na cruz, ele está abraçando a todos”. O caráter único da cruz é, precisamente, que ela é inclusiva, afirmou.

Independente de êxitos e fracassos, “sejamos escutados ou não, nossa vocação é carregar a cruz uns com os outros”, proclamou o pastor luterano, conclamando os cristãos a carregarem a cruz na busca da unidade, “o que faremos juntos, nunca sozinhos”.

Isso possibilita caminhar com aos pobres e oprimidos, carregar o peso do desgosto quando acordos não são alcançados, e superar o desalento quando os problemas não são resolvidos, enfatizou.

Assistiram a cerimônia representantes de várias igrejas, organizações ecumênicas e internacionais, membros de delegações diplomáticas sediadas em Genebra. Tveit assumiu a secretaria geral do CMI no início de janeiro, mas só agora foi oficialmente investido na função, durante reunião do Comitê Central do organismo ecumênico internacional, que ocorreu de 23 a 26 de fevereiro.

Fonte: ALC