Igreja evangélica na Rússia.
Igreja evangélica na Rússia.

Com um total de 60 pontos, a Rússia se classificou em 46º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2020. A média de pressão aos cristãos está em um nível alto, de 10,7 pontos, mas diminuiu de 10,8 no ano anterior.

A margem de diminuição ocorreu em todas as esferas da vida, exceto na igreja, uma indicação de que a paranoia ditatorial na Rússia piorou, enquanto a opressão islâmica parece ter melhorado levemente.

A esfera da vida com o nível de pressão mais alto é a vida privada, refletida nos convertidos e exercida pelo ambiente muçulmano. É seguida de perto pela pontuação da igreja, que indica a pressão do Estado.

A pontuação para violência agora alcançou a categoria “muito alta”, subindo de 5,7 para 6,9 pontos. Apesar do fato que nenhum cristão foi morto no período de análise da Lista Mundial da Perseguição 2020 (1 de novembro de 2018 a 31 de outubro de 2019), o número de igrejas fechadas aumentou drasticamente. Além disso, mais cristãos foram presos e sentenciados.

Lei x liberdade de religião

A Constituição prevê liberdade de religião, direitos iguais independentemente da crença religiosa, e os direitos de adoração e de professar a religião de alguém. A lei declara que oficiais do governo podem proibir a atividade de uma associação religiosa por violar a ordem pública ou envolver “atividade extremista”.

A implementação da lei Yarovaya mina completamente os princípios de liberdade religiosa da Constituição. O islamismo não tem impacto na legislação russa. A influência da comunidade muçulmana não alcança esse nível.

Porém, em regiões conservadoras muçulmanas, convertidos e protestantes são constantemente monitorados pela comunidade muçulmana. De acordo com a lei Yarovaya, é responsabilidade de cada cidadão russo relatar à polícia sobre qualquer encontro religioso ou casos de proselitismo.

Telefones e provedores de internet são obrigados a manter registros e conteúdos de conversas e mensagens e prover isso se a polícia precisar. Não cumprir essa obrigação legal é crime.

Além disso, convertidos do islamismo devem evitar ter qualquer material cristão que possa ser descoberto pela família ou comunidade. A posse de materiais cristãos é considerada uma clara evidência de conversão. A legislação impõe restrições sobre materiais religiosos, então cristãos podem ser multados por possuir materiais cristãos que não reúnem os critérios do Estado.

Fonte: Portas Abertas