Por mais incrível que possa parecer, é isso mesmo que algumas colunas especializadas em celebridades estão noticiando. Parece que o ex-galã da globo, ex-DJ, ex-lutador de vale-tudo, ex-ator pornô, se cansou de sua vida desregrada e está se voltando para as coisas de Deus.

Ao que consta Frota está frequentando a Igreja evangélica “Bola de Neve”, famosa por sua linha liberal e informal, à qual foi conduzido pela também celebridade Monique Evans, outra doidivanas, por sinal. Alguém como Alexandre Frota se convertendo, realmente é algo que niguém esperava.

Frota iniciou sua carreira na rede globo, fazendo pontas em especiais e novelas, mas em pouco tempo ascendeu à condição de galã, mais por seu porte físico avantajado e carisma pessoal, do que por qualquer talento dramático. Mas, ganhou espaço na “vênus platinada”, por conta de seu romance e posterior casamento com Claudia Raia, atriz alçada ao primeiro escalão da emissora naquela época. Como a Globo adora investir em casais-atores, logo viu um grande potencial na dupla . Mas, o casamento durou pouco e a carreira de Frota na Globo também. Considerado de difícil trato, foi perdendo espaço e logo partiu para outras emissoras em busca de mais projeção. Depois de várias tentativas frustradas de recuperar o prestígio, terminou se enveredando por projetos exdrúxulos como, lutas de vale-tudo, bailes funk e posar pelado para revistas gay.

Já à beira do ostracismo, ganhou novamente espaço na mídia, quando participou do reality show “casa dos artistas”, idealizado por Sílvio Santos. Aí, quando todos achavam que ele iria dar a volta por cima, deu o passo mais mal dado de sua carreira: entrou de cabeça na indústria de filmes pornográficos. Pois, é; difícil imaginar degrau mais baixo do que esse.

Mas, se Alexandre Frota realmente se converteu, ou pelo menos demonstra estar aberto ao evangelho, deve ser recebido em qualquer igreja de braços abertos. Que alegria será, se o fato realmente se confirmar, ver uma pessoa de vida tão torta, ser resgatado do pecado e se reconectar com Deus! E além disso, como cristãos temos a obrigação de sempre acreditar que todos são recuperáveis; não há limites para o amor de Deus. Basta lembrar de vários personagens da Bíblia que também vieram de contêxtos não muito apresentáveis. Paulo, perseguidor de cristãos, Moisés, assassino, Zaqueu, ladrão de colarinho branco, Maria Madaglena, passado duvidôso.

Se Frota aparecesse em um culto na minha igreja, faria de tudo para que ele se sentisse acolhido e amado e recebesse toda a orientação espiritual necessária. E é isso que espero da igreja que o estiver recebendo.

Espero que ele não seja feito de garoto propaganda, que não seja utilizado como marketing eclesiástico e que sua conversão seja seguida de estudos bíblicos e doutrinários profundos e edificântes.

Infelizmente estamos cheios de exemplos contrários, de Igrejas mais interessadas em tirar proveito de celebridades do que dar o devido embasamento bíblico que tanto necessitam. Vemos varios exemplos de igrejas que flexibilizam seus valores e princípios cristãos, para acomodar procedimentos condenáveis e incompatíveis com nossa fé, só para não perder celebridades de suas congregações.

A Bíblia nos desafia a falar o “sim, sim, e não, não”; o que é certo, é certo, e o que é errado, errado. Não há como justificar, por exêmplo, filme pornográfico, que pra mim é a mesma coisa que prostituição, ou fotos na Playboy, ou sair em escola de samba, ou programa erótico nas madrugadas. Pastor que é conivente com coisas desse tipo, deve ter intenções ocultas, ao não repreender um membro de sua igreaja que se envolve com atividades do tipo, ainda que este seja uma celebridade.

Alexandre precisa ser bem acolhido, mas também entender que Cristianismo não é uma “onda do momento’, ou clube de auto-ajuda, ou terapia de grupo. Cristianismo exige renuncia, mudança de atitudes, compromisso. É negar a sí mesmo, tomar a sua cruz e seguir os passos de Cristo, diariamente.

Fuja de qualquer Igreja que pregar o contrário, Alexandre; e procure uma que viva o cristianismo em todas as suas dimensões.

Um abraço,

Leon Neto