Cristãos na China orando
Cristãos na China orando

Joyce é uma líder cristã ex-muçulmana chinesa que foi levada pelas autoridades há mais de seis meses. Desde então ela não foi mais vista.

O filho está preocupado que ela esteja em depressão. Joyce servia em meio a seu próprio povo, uma minoria étnica muçulmana, por muitos anos.

Ela tem sido corajosa a fim de fazer discípulos e tem se arriscado para servir a Deus em um ambiente muito hostil. O filho não fala com ninguém sobre a situação da mãe devido à constante vigilância.

A China ocupa a posição 43ª na Lista Mundial da Perseguição 2018. A perseguição no país diminuiu nas esferas de individualidade e família, mas aumentou nas de comunidade, nação e igreja.

Isso reflete uma ênfase maior no discurso comunista pelo governo e resulta em mais desafios nos ambientes legais e administrativos.

A pressão é especialmente sentida na esfera da igreja e os cristãos ex-muçulmanos e ex-budistas são os mais afetados.

Fonte: Missão Portas Abertas