China: mulher orando com máscara para se proteger do coronavírus covid-19
China: mulher orando com máscara para se proteger do coronavírus covid-19

Circulam rumores de que cristãos são responsáveis por um novo surto de COVID-19 na província oriental de Hebei, na China. Mensagens postadas nas redes sociais WeChat e Weibo dizem que o coronavírus foi espalhado por atividades religiosas, cristãos e missionários estrangeiros em aldeias no distrito de Gaocheng, na cidade de Shijiazhuang.

O município foi colocado em confinamento no início de janeiro depois que centenas de novos casos da doença foram registrados.

Na cidade de Gaochen, os líderes da filial da Associação Patriota Católica, aprovada pelo Estado, desmentiu as notícias. “A disseminação dos rumores violou seriamente os direitos e interesses legais dos líderes, acabando com a harmonia e a estabilidade da sociedade. É quase impossível que líderes cristãos entrem no país, por causa das restrições da pandemia. Além disso, não há igrejas nas aldeias que foram mencionadas nas postagens nas redes sociais”, contou um líder da Associação.

Embora as atividades religiosas das igrejas aprovadas pelo Estado tenham sido suspensas, um parceiro da Portas Abertas no local disse que não há razão para pensar que os rumores faziam parte de uma campanha do governo para forçar o fechamento das igrejas.

“Se era isso que eles queriam, poderiam ter usado outros meios para fechar as igrejas. O governo não gosta da instabilidade na população, então evitariam a todo custo incitar o ódio nas comunidades”, finaliza o parceiro.

Fonte: Portas Abertas