O acusado, Rômison da Silva Rabelo, de 45 anos, chegava nas locadoras identificando-se como pastor protestante e coordenador de um projeto social que trabalhava com a recuperação de menores infratores.

Está preso na Seccional de Icoaraci, Pará, o desempregado Rômison da Silva Rabelo, de 45 anos, acusado de aplicar golpes em cinco locadoras do distrito. Três vítimas compareceram à unidade policial para denunciar o acusado e tentar recuperar os filmes entregues a Rômison desde o ano passado. À Polícia, ele disse que ‘perdeu’ o produto locado e que ‘desapareceu’ porque não tinha dinheiro para prestar contas.

Segundo a microempresária Denise de Paula, o acusado chegou em sua locadora identificando-se como pastor protestante e coordenador de um projeto social que trabalhava com a recuperação de menores infratores. ‘Ele carregava até uma Bíblia e dizia-se palestrante em várias igrejas evangélicas de Belém, principalmente da Assembléia de Deus’, contou.

Segundo a proprietária, na locadora Rômison identificou-se como David Gomes dos Santos. Depois de se cadastrar, levou sete filmes em DVD e nunca mais apareceu. ‘Isso aconteceu em novembro do ano passado e eu jamais recuperei meus filmes’, contou. Outras duas vítimas que aguardavam para depôr relataram história semelhante.

Apesar de negar as acusação, Rômison Rabelo foi indiciado pelo delegado Maurício Cohen, pelo crime de estelionato. Depois de ouvido em depoimento, o acusado foi liberado para responder o processo em liberdade, já que o tempo para autuação em flagrante expirou. Aos policiais de Icoaraci, Rômison disse que mantém residência fixa na Cidade Nova 4, em Ananindeua. Nenhuma das vítimas conseguiu recuperar o produto extraviado.

Fonte: O liberal