Três membros de uma igreja em Ivanovo estão detidos e passam por um interrogatório depois que as autoridades interromperam uma distribuição de Bíblias que se seguia à exibição de um filme cristão.

Três membros de uma igreja em Ivanovo estão detidos e passam por um interrogatório depois que as autoridades interromperam uma distribuição de Bíblias que se seguia à exibição de um filme cristão.

Vladimir Miskevich, que é pastor na região de Ivanovo, escreve: “Em 14 de maio de 2006, a Igreja Ressurreição organizou um encontro no cinema Sovremennik e exibiu o filme ‘The Climb’ (‘A escalada’)”.

“Depois do filme, todos os que quiseram receberam um Novo Testamento. Os exemplares foram distribuídos pelos membros da nossa igreja na saída do cinema. Os Novos Testamentos distribuídos eram uma publicação dos Gideões Internacionais na Rússia. A edição contém os livros canônicos do Novo Testamento e o livro dos Salmos”.

Vladimir prossegue: “Durante a distribuição, funcionários da Secretaria do Interior abordaram o pessoal que distribuía os livros e disseram que a distribuição era ilegal. Eles afirmaram que a inspeção visava apurar responsabilidade criminal ou administrativa, cumprindo ordem da chefia do Departamento do Interior na região Ivanovo.

Com isso, a distribuição dos Novos Testamentos foi interrompida e três membros da igreja foram detidos e levados para o Departamento do Interior de Okryabrsky, distrito de Ivanovo, mesmo depois que todos os documentos que permitiam a distribuição foram apresentados aos funcionários, assim como os documentos de identidade de todos os que entregavam os Novos Testamentos. Os detidos foram pressionados assim como os que testemunharam a prisão. O encontro organizado pela igreja foi frustrado.”

Sem data de publicação

O pastor Vladimir disse que membros da Igreja Ressurreição estão sendo acusados de violações administrativas, segundo o artigo 13.22 do Código Administrativo por “violação da divulgação de data” (publicação ou distribuição de meios de comunicação de massa sem indicação da data ou com data incompleta ou falsa).

“Os membros da nossa igreja são acusados de distribuir literatura religiosa, especificamente o Novo Testamento e o livro dos Salmos, que viola a obrigatoriedade da data. O relatório diz: ‘a publicação não traz os dados do editor-chefe, o número de série, nem data, índice, endereço da editora ou da gráfica’.”

Funcionários do Departamento do Interior de Okryabrsky iniciaram um inquérito administrativo para apurar esse caso.

O pastor Vladimir pede: “Por favor, lembre-se de nós em suas orações”.

Fonte: Portas Abertas