Revista em quadrinhos da DC Comics zomba de Jesus Cristo
Revista em quadrinhos da DC Comics zomba de Jesus Cristo

Um editor de quadrinhos cristão argumentou que uma revista em quadrinhos da DC Comics mostrando Jesus como um de seus mais novos super-heróis é uma “piada desrespeitosa”.

DC Comics é uma editora norte-americana situada na Burbank, Califórnia, especializada em histórias em quadrinhos e mídias relacionadas, sendo considerada uma das maiores companhias ligadas a este ramo no mundo. A empresa é subsidiária da companhia WarnerMedia e detém a propriedade intelectual de muitos dos mais famosos personagens de quadrinhos daquele país, como: Batman, Superman, Mulher-Maravilha, Sper Girl, Lanterna Verde, entre outros.

A versão da DC Comics da história de Jesus em sua próxima série, “Second Coming” (Segunda Vinda, em inglês), deve ser reconsiderada, acredita Art Ayris.

“Somos todos responsáveis pela ficção, mas desrespeitar a divindade de Jesus Cristo e seu sacrifício monumental pelos nossos pecados é algo difícil de aceitar. Espero que eles (DC) reconsiderem esse movimento descarado ”, disse Ayris em um comunicado.

Ayris é Presidente e CEO do Kingstone Media Group e editor da Kingstone Comics, a maior editora de quadrinhos cristãos do mundo, conhecida por publicar a mais cômica adaptação de todos os tempos, sobre a vida de Jesus Cristo. A trilogia é chamada de “A Bíblia Kingstone”. As revistas em quadrinhos da empresa estão disponíveis em mais de 30 idiomas.

“Second Coming” da DC Comics, escrito por Mark Russell e ilustrado por Richard Pace, será lançado em março. De acordo com uma descrição da Comic Book Resources , Jesus precisa retornar à Terra para aprender como se tornar o “verdadeiro messias” a partir de um super-homem como o personagem chamado Sun-Man (Homem-Sol).

Testemunhe o retorno de Jesus Cristo, como ele foi enviado em uma missão santíssima por Deus para saber o que é preciso para ser o verdadeiro Messias da humanidade, tornando-se companheiro de quarto do salvador favorito do mundo: o todo-poderoso super-herói Sun-Man. Último filho de Krispex! Mas quando Cristo volta à terra, ele fica chocado ao descobrir o que aconteceu com seu evangelho – e agora, ele quer esclarecer tudo”, diz a descrição.

Ayris argumentou que a DC está atualmente tendo dificuldades em se relacionar com a fé.

“Bruce Wayne caiu da fé no ano passado em Batman # 53, onde deixou de acreditar em uma divindade. O personagem de quadrinhos da DC, Nia Nal, é o primeiro super-herói transgênero e agora é o sujeito da série Supergirl da CW, ”ele explicou.

“Com o acréscimo de ‘Second Coming’ ao catálogo da DC Comics, estamos vendo o quão longe de Hollywood realmente estamos, e acredito – até mesmo desde a fundação da mentalidade original dos quadrinhos.”

Em seu início nos anos 30 e 40, a indústria de quadrinhos teve suas origens mergulhadas na moralidade judaico-cristã, uma vez que muitos dos primeiros escritores cômicos eram imigrantes judeus. De acordo com Hollowverse , o falecido Stan Lee disse que ele admitidamente leu a Bíblia e, embora não seja religioso, citou a Bíblia como uma influência importante em seu trabalho.

Art Ayris, Presidente e CEO do Kingstone Media Group

“Eu não li o comic de ‘Segunda Vinda’, mas estava pensando na igreja que frequento quando leio parte da descrição fornecida pela DC Comics… Minha igreja recentemente comprou um motel para abrigar famílias sem lar, tem uma clínica médica gratuita com 50 médicos, fornece abrigo e reabilitação para aqueles que lutam com problemas de dependência e distribui dez toneladas de alimentos por semana. A razão pela qual o fazemos é por causa do incrível exemplo e da vida de Jesus e do que Ele nos disse para fazer ”, continuou Ayris.

A editora admitiu que sua equipe investiu cada centavo que eles tinham para fazer a série de quadrinhos “The Kingstone Bible” e “The Christ” para proteger a santidade das escrituras e a história de Jesus, e agora eles vão levantar dinheiro para fornecer uma alternativa cristã à série DC.

“Nós começamos a levantar capital para animar a Bíblia e a vida de Cristo. Este novo movimento da DC só colocou mais combustível no meu motor,” afirmou Ayris.

“Espero que a liderança da DC Comics repense sobre essa ideia de zombar de um homem que provou sua divindade ressuscitando dos mortos”, finalizou Ayris.

Fonte: The Christian Post