Culto em uma igreja improvisada na Índia
Culto em uma igreja improvisada na Índia

Os jornais e a mídia da Índia têm publicado notícias contrárias aos cristãos, acusando-os de ser manipuladores, que induzem as pessoas a mudar de religião usando dinheiro e mentiras.

Com o número de incidentes subindo para mais de 700 e o número de mortes causadas pela fé indo para mais de dez, é provável que igrejas deixem de realizar programações de Natal e que mais cristãos enfrentem diferentes formas de perseguição.

Em Jaunpur, no estado de Uttar Pradesh, líderes extremistas hindus enviaram um memorando ao Magistrado Distrital com o objetivo de parar as reuniões de oração e, subsequentemente, conversões ao cristianismo.

Eles denunciaram que muitos pastores estão realizando reuniões de oração secretas.

Também disseram que no dia 25 de dezembro várias reuniões de oração seriam organizadas por missionários cristãos em vários lugares, onde centenas de pessoas seriam convencidas a se converter. Eles também disseram que poderia haver oposição aberta as essas reuniões.

No memorando, eles diziam que missionários cristãos estariam trabalhando ativamente para converter hindus por meios fraudulentos.

Eles disseram que esses missionários haviam criado uma rede em cerca de 250 vilarejos em Jaunpur nos últimos onze anos.

Afirmaram que os missionários estão fazendo lavagem cerebral na população hindu, rotulando seus deuses e deusas de falsos e que alguma ação precisa ser tomada contra eles rapidamente.

Além disso, em vários distritos os cristãos foram alertados a não fazer cantatas de natal à noite.

Um pastor local informou: “Nós estamos sendo muito discretos em nossas celebrações este ano, pois sabemos que as coisas mudaram e pode haver ataques. Estamos tomando cuidado e já avisamos nossas igrejas locais sobre isso”.

Fonte: Missão Portas Abertas