Cristãos orando em Marrocos
Cristãos orando em Marrocos

O Natal é celebrado abertamente por muitos cristãos em diversos países. Mas como celebrar a data em que se comemora o nascimento de Jesus Cristo em um país de maioria muçulmana, onde não há igrejas oficiais para os locais? Nós perguntamos isso a Saadia*, uma mulher cristã do Marrocos.

“O Natal para nós é especial, é claro, como para muitos cristãos ao redor do mundo. Mas para nós é realmente especial. Nós passamos o dia de Natal com outros cristãos, preparamos refeições especiais, compartilhamos e cantamos. Adoramos a Deus, oramos uns pelos outros, por nosso país, pelo rei e pelo governo. É claro, as crianças brincam e recebem presentes, então é um dia especial”.

Os cristãos marroquinos vivem sua fé em segredo, porque a maioria das pessoas são muçulmanas. Eles respeitam os muçulmanos, mas não têm o direito de se tornarem visíveis como cristãos para os outros. Eles se encontram em casas.

“A igreja é nossa casa. Meu sonho é ter uma grande igreja e todos poderem ir até lá. Um lugar para compartilhar a alegria do Natal e mostrar quem nós somos”, compartilhou Saadia.

Todos os cristãos estrangeiros que estão no país têm árvore de Natal, mas provavelmente não os marroquinos. Esses nunca tiveram uma árvore de Natal ou esse tipo de coisa. Mas neste ano, as crianças estão implorando para que comprem uma árvore e a decorem. E especialmente, para ter presentes embaixo da árvore. “Eu oro para que o Senhor responda suas orações neste ano. Eu oro a Deus por isso”, contou.

Saadia disse ainda saber uma canção de Natal em árabe para cantar durante a adoração, uma sobre a noite que Jesus nasceu.

Ela concluiu dizendo o quão importante o Natal é para ela: “Esta é a única celebração que temos. No Natal, comemoramos o nascimento de Jesus Cristo, nosso Salvador. Foi ele quem nos deu vida na cruz. Ele está vivo para nos dar vida eterna e isso é tudo. Ele é tudo”.

Fonte: Missão Portas Abertas