Um desconhecido invadiu a Catedral de Rovigo, Itália, de onde furtou alguns objetos, ateando, a seguir, fogo a uma Bíblia, e provocando um incêndio no local, com danos para a Diocese, que somam milhares de euros.

“Sinto grande tristeza pelo que aconteceu” _ afirmou o Bispo de Adria-Rovigo, Dom Lucio Soravito de Franceschi, em relação ao incêndio na canônica da catedral

“Lamento muito pelos danos, mas, sobretudo, o que mais me dói, é a atitude intencional de queimar alguns símbolos da nossa fé, como a Bíblia, o cálice e as vestes de Primeira Comunhão, das crianças” _ acrescentou Dom Lucio.

Segundo imagens fornecidas pelas câmeras de segurança instaladas no local, o ato teria sido cometido por um marroquino, o que levou o bispo a afirmar que tal fato faz só aumentar sua tristeza, pois, “enquanto buscamos, de todas as maneiras possíveis, o diálogo com as pessoas que vêm viver na Itália, um ato como esse é um símbolo de rejeição”.

“Não podemos nos deixar levar pela emoção, para não criar um clima de tensão, mas devemos ajudar essas pessoas a se comportarem honestamente, e a respeitarem nossas regras, assim como devemos ser severos com aqueles que não as respeitam”.

Fonte: Rádio Vaticano