Kanye West se apresentou e pregou para os detentos, fazendo também um apelo, chamando-os a entregarem suas vidas a Jesus com uma oração de confissão de pecados. (Imagem: Youtube)
Kanye West se apresentou e pregou para os detentos, fazendo também um apelo, chamando-os a entregarem suas vidas a Jesus com uma oração de confissão de pecados. (Imagem: Youtube)

O grupo ateu “Freedom From Religion” registrou uma queixa contra o xerife do Texas, responsável por permitir que Kanye West entrasse na cadeia do condado de Harris para realizar um culto e evangelizar os detentos.

Os ateus exigiram do xerife Ed Gonzales que esse tipo de reunião religiosa não ocorra novamente, depois que o próprio Gonzales se referiu a ela como um “culto da igreja” no Twitter.

“A Suprema Corte disse várias vezes que a Primeira Emenda ‘exige neutralidade governamental entre entre religião e não-religião”, explicou o diretor de resposta estratégica da FFRF, Andrew L. Seidel, na carta. “Ao organizar o que você admite ser um culto, você cruzou essa linha”.

A FFRF acrescentou que Gonzales “foi eleito para um cargo secular e para defender uma Constituição secular” e “não pode usar esse cargo público para promover sua religião pessoal, mesmo que seja uma religião que Kanye West compartilhe”.

A suposta “violação constitucional” foi “flagrante”, disse a FFRF, “porque impôs opiniões religiosas aos presos – literalmente uma audiência cativa – que têm um interesse profundo e imediato em serem vistos favoravelmente pelos funcionários da prisão”.

Nos comentários feitos após a aparição de Kanye, Gonzales disse ao KHOU 11 que toda a ocasião foi “muito animadora”, observando que muitos dos presos experimentaram Deus de uma maneira poderosa. 4

“Você pode ver alguns que estavam ajoelhados em oração e até alguns de nossos colegas de equipe que foram levados às lágrimas”, disse ele.

Em um tweet que mostra os presos com os braços erguidos em adoração, Jason Spencer, diretor de assuntos públicos do Gabinete do Xerife do Condado de Harris, acrescentou que Kanye e seu coro “trouxeram alguma luz para as pessoas que precisavam disso”.

No início desta semana, Kanye anunciou que lançará uma continuação do álbum de “Jesus é Rei”, em parceria com o Dr. Dre.

Fonte: Guia-me com informações de FaithWire