O ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, pediu neste sábado uma “revolução verde” que envolva governos e produtores para acabar com a fome na África, durante a conferência de europeus e africanos organizada em Lisboa.

“Estamos realizando uma revolução verde para triplicar a produção alimentícia nos próximos cinco anos”, disse Annan, promotor da Aliança para uma Revolução Verde na África.

O antigo chefe da ONU pediu o envolvimento de “governos, sociedade civil e outros patrocinadores” para que a África consiga produzir o suficiente para alimentar sua população.

Pelo menos 70% da população do continente negro vivem em zonas assoladas pela fome e muitos países africanos não podem produzir alimentos suficientes para abastecer as necessidades de sua população.

A revolução verde pretende ser um instrumento de melhora dos sistemas africanos de exploração agrícola para que os produtores do continente melhorem sua produtividade, a qualidade das colheitas e sua comercialização.

Fonte: AFP