O secretário-geral da Federação Luterana Mundial (FLM), Ishmael Noko, pediu às da comunhão que intercedam em favor do povo do Chile, depois que terremoto de 8.8 graus na escala Richter atingiu a região centro sul do país na madrugada de sábado, matando mais de 720 pessoas e destruindo cerca de 1,5 milhão de casas.

“Vamos continuar com nossas orações e pensamentos voltados ao povo do Chile”, disse Noko. Muitos lidam com a dolorosa perda de familiares, ferimentos e perda de bens, outros ainda estão à espera de notícias de familiares e amigos atingidos pelo terremoto, lembrou o secretário-geral.

Embora a comunicação com o Chile seja extremamente difícil no momento, a FLM contatou o presidente da Igreja Evangélica Luterana no Chile (IELCH), reverenda Gloria Rojas Vargas, e o bispo da Igreja Luterana no Chile (ILCH), Rolando Holtz, informou o secretário do organismo ecumênico para a América Latina e o Caribe, Martin Junge. Martin, secetário-geral eleito, é chileno.

A IELCH tem congregações e pontos missionários na região de Concepción, área duramente atingida pelo terremoto. “Não estamos sozinhos nesta jornada. Deus está conosco”, escreveu Rojas aos membros da igreja, no sábado, 27. Rojas informou à FLM que entrara em contato com a maioria dos pastores e que nenhum deles sofrera ferimentos.

Junge saudou as cartas de apoio e orações das igrejas luteranas como “um sinal de esperança”, assim como a mobilização de recursos a partir da comunhão luterana regional e global para os irmãos chilenos. O Departamento de Serviço Mundial da FLM anunciou que as duas igrejas no Chile vão avaliar os danos nas áreas atingidas pelo cismo e indicar a assistência necessária para apoiar o povo da região.

IELCH tem 3 mil membros e filiou-se à FLM em 1955. Ela executa várias iniciativas diaconais entre as populações que estão excluídas social e economicamente. Já a ILCH tem 10, 2 mil membros e juntou-se à Federação em 1991.

A FLM é uma comunhão global de igrejas cristãs de tradição luterana, fundada em 1947, em Lund, na Suécia. Atualmente, a Federação congrega 140 igrejas membros em 79 países, somando 68,9 milhões de membros. Sua sede está localizada em Genebra, na Suíça.

Fonte: ALC