Andressa Urach durante entrevista à Record TV
Andressa Urach durante entrevista à Record TV

Andressa Urach ganhou fama com através da exposição de seu corpo e das polêmicas em sua vida pessoal.

Depois que ela teve um encontro com Deus diante da morte, o mundo das celebridades passou a perder sentido para ela.

“Eu descobri o gosto da fama. Eu comecei a sentir prazer em ser notícia, mesmo que fosse uma notícia vulgar”, disse Andressa em entrevista à Record TV no último domingo (21).

A fama que foi conquistando aumentou seus rendimentos na prostituição. “Quando mais famosa eu ficava, maior era o meu cachê na prostituição. Na época eu ganhava entre 30 e 60 mil reais por mês”, revela a apresentadora.

Na época, as prioridades eram outras. Andressa abriu mão de fazer parte da vida de seu filho, Arthur, hoje com 13 anos. “Tudo o que o dinheiro podia eu comprar eu dava para ele, mas amor, atenção, carinho e presença eu não dava”, lamenta.

Tudo mudou em dezembro de 2014, quando ela passou 25 dias internada na UTI, em Porto Alegre, por conta de uma infecção provocada pela aplicação de hidrogel nas pernas. Andressa chegou a ficar em coma com quadro de sepse (infecção generalizada) e viu a morte de perto.

“A minha alma subiu, eu lembro que fui para um lugar muito claro, onde havia muita paz. Ali era o julgamento da minha alma. Eu disse: ‘Deus, me dê uma segunda chance, me deixe voltar e cuidar do meu filho, me deixe fazer tudo diferente’”.

Depois de se recuperar, ela destaca que “nasceu uma nova Andressa”. “Eu conheci Jesus. Eu vi que Ele morreu por mim, que Ele me perdoava. Não importava se ninguém me amava, Ele me amava”, afirma. “Eu tenho paz. Não preciso mais da fama. Eu tenho Jesus, tenho meu filho, tenho o Espírito Santo. E eles me completam”.

Chris Durán: enganos da fama

A reportagem também mostrou um pouco sobre a vida do cantor Chris Durán, que iniciou carreira na década de 1990, realizando shows em vários países do mundo. Embora atraísse multidões e cachês milionários, ele era tomado pelo vazio. “Eu camuflava bem a minha tristeza. Só Deus sabia”, confessa.

Depois de sobreviver a um acidente de carro no Chile, em 2001, Chris começou a se abrir para a fé. “Eu poderia ter morrido em uma fração de segundos. E isso fez com que eu refletisse: a vida deve ser muito mais do que isso”, conta.

Alguns meses depois, enquanto caminhava pelas ruas de Miami, nos Estados Unidos, o cantor entendeu sua verdadeira necessidade de Deus. “Foi como se Deus me mostrasse minha condição real, como se eu me visse em um espelho. Eu tive a revelação do meu pecado”.

Depois de ter a vida transformada por Deus, Chris percebeu que a fama não fazia sentido. “É um mundo fantasioso que tem luxúria e prazer. Eu vivia no meio de uma fantasia onde todos falavam: você é o cara, você é demais. Mas na verdade eu era preso pelo sistema de um mundo em pecado”, observa.

Confira a reportagem completa:

Fonte: Guiame com informações de R7