Igreja vazia
Igreja vazia

O número de protestante caiu drasticamente nos EUA nos últimos 15 anos, com apenas 36% dos americanos se identificando como protestantes no ano passado, em comparação com 50% em 2003, de acordo com uma nova pesquisa da ABC News .

O declínio entre o que continua a ser o grupo religioso predominante do país inclui uma queda de oito pontos no número de protestantes brancos evangélicos, segundo o estudo da ABC News e das pesquisas do Washington Post feitas pela Langer Research Associates .

Enquanto isso, a proporção de cristãos em geral diminuiu de 83% da população adulta em 2003 para 72% em média no ano passado. No mesmo período, o número de americanos que dizem que não têm religião quase dobrou, chegando a 21%.

A auto-identificação católica manteve-se estável durante este período, com 22 por cento. A proporção de adultos que se identificam com outras religiões – incluindo Testemunhas de Jeová, Mórmons e Ortodoxa Grega ou Russa – aumentou modestamente, de 11 para 14%.

Esta análise é baseada em um grande conjunto de dados – 174.485 entrevistas por telefone de amostra aleatória nas pesquisas ABC News e ABC News / Washington Post realizadas de 2003 a 2017.

Entre todos os protestantes, 56% dizem atualmente que são evangélicos ou nascidos de novo; que também se mantém estável desde 2003, com declínios virtualmente iguais no número de pessoas que dizem ser protestantes evangélicos ou não-evangélicos, abaixo de sete e seis pontos, respectivamente.

Protestantes brancos evangélicos – 80% dos quais apoiaram a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos – viram sua parcela da população adulta total cair de 21% em 2003 para 13% no ano passado. Enquanto isso, os protestantes brancos não evangélicos passaram de 17 para 11%.

Segundo o estudo, a maioria dos protestantes não se identifica como protestante, mas como membro de uma denominação protestante em particular – batista, metodista, luterana, pentecostalista, presbiteriana, episcopal e outras.

A análise também apontou que a estabilidade na parcela da população que é católica é em parte, pelo menos, pelo fato de que metade dos hispânicos se identificam como católicos. No entanto, mesmo entre brancos não-hispânicos, a parcela de católicos manteve-se praticamente estável – 22% em 2003 e 20% agora.

O número de adultos que não expressam afiliação religiosa aumentou de 12% em 2003 para 21% em 2017; isso inclui três por cento que dizem ser ateus, três por cento agnóstico e 15 por cento que dizem não ter religião. As proporções eram semelhantes há 15 anos, segundo os dados.

Como é de se esperar, os protestantes brancos evangélicos são um grupo republicano central; 48% se identificam como republicanos, 31% como independentes políticos e apenas 14% como democratas. Da mesma forma, 53% dos mórmons são republicanos, 34% independentes e 9% democratas.

Fonte: The Christian Times