Bandeira do ativismo gay
Bandeira do ativismo gay

Um grupo cristão está exigindo que a rede de TV americana PBS rompa seus laços com uma série que destacará a vida LGBTQ+ nos EUA.

Em homenagem ao Pride Month, a PBS lançará uma minissérie de seis episódios curtos do canal PBS Voices no YouTube. A série será chamada  Prideland .

O primeiro episódio será lançadohoje, 26 de maio, com um novo episódio sendo adicionado ao canal a cada semana a partir de então. O último episódio foi lançado em 30 de junho.

Juntamente com a série da web, um especial de TV de uma hora será transmitido na PBS em 12 de junho.

A minissérie e a transmissão são apresentadas pelo ator e cantor abertamente gay Dyllón Burnside.

A CBN News relata que a American Family Association (AFA), uma organização cristã, criou uma petição online pedindo que a PBS cancelasse Prideland .

A petição da AFA afirma que o envolvimento da PBS com o programa é um “ataque injusto ao cristianismo e uma zombaria da Bíblia e do desígnio de Deus para a sexualidade humana”.

A AFA observou um episódio especificamente, o episódio 2 da série, que é sobre um pastor homossexual”.

No episódio, a PBS apresenta um ministro abertamente gay em uma pequena igreja em Jackson, Mississippi, a quem “foi oferecido o emprego antes que a igreja soubesse que ele era gay”.

Segundo a AFA, “o PBS recebeu mais de US $ 65 milhões em financiamento dos contribuintes” em 2020.

“Isso significa que você e eu estamos pagando diretamente pela PBS para insultar nossa fé e zombar de nosso Deus”, diz a petição.

A PBS (Public Broadcasting Service) é uma organização sem fins lucrativos, constituída por mais de 350 emissoras, como organizações comunitárias, universidades, escolas ou autoridades estaduais ou locais, que possuem as ditas licenças educativas. Funciona como uma rede distribuidora dos formatos que foram produzidos ou pedidos pelas emissoras afiliadas. A programação da PBS é composta por espaços educativos, informativos, documentais e de ficção. Os programas infantis são produzidos sobre a marca PBS Kids.

Folha Gospel com informações de CBN News