O objetivo de combater a escravidão e a destruição causadas pela pornografia, que se infiltrou em milhões de lares americanos

Jay Dennis, pastor da Primeira Igreja Batista no Mall, em Lakeland, na Flórida, criou o seu próprio programa “One Million Men Porn Free” (um milhão de homens livres do pornô, em tradução livre).

O pastor também está esperançoso de que mais pastores passem a abordar o problema depois de aprender mais sobre o assunto na reunião anual da Convenção Batista do Sul, em Houston na próxima semana.

– Minha oração é urgente, que todas as igrejas da SBC (Convenção Batista do Sul, na sigla em inglês) e de cada denominação irão abrir as portas e iniciar a conversa sobre a nova peste bubônica da igreja – declarou Dennis, que compartilhou a ideia do programa com a sua congregação em 2010, e, posteriormente, lançou a campanha em uma igreja em Regina, no Canadá, no ano passado.

– Se os pastores iniciarem a discussão, as pessoas nas igrejas os seguirão. Tal como está, casamentos, famílias e lideranças espirituais estão sendo destruídos, e estamos praticamente mantendo o silêncio sobre o assunto – completou o pastor.

O pastor prosseguiu afirmando, segundo informações do The Christian Post, que apesar de se tratar de um tema sensível, e até mesmo ofensivo para alguns, é necessário que pastores deem um basta e comecem a discutir o assunto. Segundo ele, esse “será um poderoso movimento que resulta em renascimento”, e que “os puros de coração verão a Deus”.

– Se queremos ver a obra de Deus em nossas vidas, casamentos, igrejas e casas, a pureza tem que ser praticada – ressaltou Jay Dennis.

O pastor iniciou ainda trabalhos voltados para as mulheres de sua congregação, de forma a instruí-las como lidar com esse problema em relação a seus maridos, e também quando elas mesmas são acometidas por esse vício. Dennis abordou o assunto também entre os pais na sua igreja, para que eles possam proteger seus filhos desse problema.

Nos dois dias de conferência SBC próxima semana, Dennis estará falando no banquete União Missionária das Mulheres no SBC, e estará compartilhando sobreo programa durante o relatório WMU e de Ética e Liberdade Religiosa relatório da Comissão, na terça-feira.

Arrependimento, comunicação, um compromisso com a pureza e a responsabilidade são itens essenciais, segundo Dennis, para quebrar a escravidão da pornografia. Porém, ele enfatiza que o que é absolutamente necessário para superar o vício em pornografia é confiar no poder do Salvador ressuscitado, Jesus Cristo.

[b]Fonte: Gospel+[/b]