O pastor abordou uma garota de programa e se identificou como policial. Carteira era do pai do suspeito, que é policial reformado.

Um homem de 32 anos que se intitula pastor de uma Igreja Evangélica foi preso na madrugada desta quarta-feira (12), por volta das 2h, no Centro de Aracaju, Sergipe. Ele abordou uma garota de programa, se identificou como policial e mandou ela entregar a droga porque sabia que ela estava escondendo. O fato aconteceu no cruzamento das Ruas Geru e Santo Amaro.

A jovem negou a informação e a partir daí teve início uma discussão que só terminou com a chegada de agentes do Esquadrão de Polícia Montada (EPMon), que identificaram que a carteira policial que o homem apresentou era falsificada.

Outros dois homens que também se identificam como evangélicos estavam no carro com o pastor. Segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), o pastor assumiu ter adulterado a carteira do pai dele que é policial militar reformado.

O suspeito vai responder por adulteração de documento político falso, crime inafiançável. O advogado dele já encaminhou o pedido de relaxamento da prisão para que ele possa responder ao processo em liberdade. Os outros dois homens que estavam no carro foram liberados logo após prestarem depoimentos.

[b]Fonte: G1[/b]