Perlla deixou de lado o funk, dedicando-se ao trabalho gospel. O novo trabalho “Minha vida mudou” traz músicas de adoração no estilo pop. O lançamento nacional do primeiro trabalho gospel aconteceu no último sábado.

Na coletiva do CD “Minha Vida Mudou”, a cantora afirmou que o gênero musical funk não lhe agradava e que houve preconceito com a música gospel.

“Eu não gostava de funk. Foi uma oportunidade que tive na época”, disse em entrevista ao jornal Extra.

Segundo ela, o preconceito começou entre seus familiares. “Muitas pessoas da minha família e amigos me deixaram desanimada, pois achei que tivesse apoio e não tive. Me chamavam de maluca. Tive que explicar isso para as pessoas e elas não aceitavam”, disse.

“A verdade é que existe muito preconceito com o artista que se converte, deixa a música secular e passa a gravar no gospel. As pessoas dizem: “Vamos orar para resgatar as almas perdidas”, mas quando a pessoa se converte, elas duvidam se a conversão é sincera. Penso que as pessoas que têm o seu coração voltado para as coisas de Deus compreenderão os planos e as promessas de Deus para a minha vida, assim como os frutos produzidos por ela”, declarou Perlla ao ser questionada pelo assunto em sua coletiva.

Os clipes oficiais foram apresentados no programa “Vitória em Cristo”, de Silas Malafaia. Ela tem contrato com a gravadora Central Gospel Music.

A mudança também inclui o visual: ela tem aparecido cm o cabelo mais claro e abandonou o salto alto. “A mudança foi acontecendo naturalmente, mas o que mais gostei foi de poder usar tênis e sapatilhas à vontade. Antes só saía de saltão”, declarou a cantora.

“Eu nasci em uma família evangélica. A minha avó era dirigente de reuniões de consagração. Antes de eu nascer, em um desses cultos, o Senhor profetizou que o bebê que a minha mãe esperava era uma menina e que eu seria uma levita, uma adoradora. Na época, a minha mãe não sabia o meu sexo. Durante toda a minha infância, eu participei dos cultos com a minha mãe”, acrescentou.

Atualmente, Perlla é casada com o músico Cássio Castilhol e mãe de Pérola, 11 meses. Ela também está grávida de seis meses de outra menina, que se chamará Pietra. A cantora anunciou sua conversão no final de 2011.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]