Segundo a Fundação Getúlio Vargas, por classe, a maior proporção dos sem religião se localizou nas classes E (7,72% do total) e AB (6,72%).

O Novo Mapa das Religiões, divulgado ontem (23) pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), revelou que Roraima foi em 2009 o Estado com o maior número de pessoas sem religião (entre eles ateus e agnósticos), com 19,39% da população. Em segundo lugar ficou o Rio de Janeiro, com 15,95%. São Paulo se colocou na 13ª posição, com 5,99%.

Piauí é o Estado que proporcionalmente apresentou o menor índice de não religiosos, 1,64% de sua população.

Por área, o maior número de descrentes se registrou nas regiões metropolitanas, excluindo as capitais, com 11,35%. Em segundo lugar ficaram capitais, com 8,75%.

Em relação a 2003, o número de pessoas sem religião em todo o país cresceu de 5,13% para 6,72%. Por gênero, 8,52% dos homens não tinham religião, contra 5,13% das mulheres.

Por classe, a maior proporção dos sem religião se localizou nas classes E (7,72% do total) e AB (6,72%).

Marcelo Néri, responsável pelo mapa, informou que os dados foram extraídos das mais de 200 mil entrevistas da POF (Pesquisa de Orçamento Familiar) do IBGE.

Ranking dos sem religião

Estados

1 – Roraima: 19,39%
2 – Rio de Janeiro: 15,95%
3 – Rondônia: 13,54%
4 – Acre: 10,82%
5 – Pernambuco: 10,60%
6 – Espírito Santo: 10,18%
7 – Distrito Federal: 10,01%
8 – Bahia: 9%
9 – Alagoa: 7,85%
10 – Rio Grande do Norte: 6,86%
11 – Pará: 6,67%
12 – Mato Grosso do Sul: 6,07%
13 – São Paulo: 5,99%
14 – Sergipe: 5,58%
15 – Rio Grande do Sul: 5,45%
16 – Mato Grosso: 5,42%
17 – Goiás: 5,35%
18 – Tocantis: 5,19%
19 – Amapá: 5,16%
20 – Maranhão: 4,43%
21 – Paraíba: 4,30%
22 – Ceará: 4,08%
23 – Paraná: 3,56%
24 – Minas Gerais: 3,55%
25 – Santa Catarina: 3,41%
26 – Amazonas: 2,84%
27 – Piauí: 1,64%

Região metropolitana (periferia da capital)

1 – Rio de Janeiro: 23,68%
2 – Recife: 20,55%
3 – Salvador: 13,21%
4 – São Paulo: 8,57%
5 – Belo Horizonte: 7,20%
6 – Fortaleza: 6,49%
7 – Belém: 5,93%
8 – Curitiba: 5,57%
9 – Porto Alegre: 3,35%

Capitais

1 – Boa Vista (RR): 21.16%
2 – Salvador (BA): 17,07%
3 – Porto Velho (RO): 15,25%
4 – Recife (PE): 12,39%
5 – Rio de Janeiro (RJ): 13,33%
6 – Vitório (ES): 12,15%
7 – Rio Branco (AC): 11,83%
8 – Porto Alegre (RS): 11,80%
9 – Maceió (AL): 11,31%
10 – Brasília (DF): 10,30%
11 – Campo Grande (MS): 8,95%
12 – Palmas (TO): 8,43%
13 – Cuiabá (MT): 7,68%
14 – Aracaju (SE): 7,64%
15 – Belém (PA): 7,54%
16 – Natal (RN): 7,15%
17 – Belo Horizonte (MG): 6, 93%
18 – João Pessoa (PB): 6,86%
19 – São Paulo (SP): 6,61%
20 – Fortaleza (CE): 5,74%
21 – Goiânia (GO): 5,39%
22 – Curitiba (PR): 5,19%
23 – Florianópolis (SC): 4,66%
24 – Macapá (AP): 4,16%
25 – São Luís (MA): 3,49%
26 – Teresina (PI): 3,47%
27 – Manaus (AM): 3,24%

[b]Fonte: Paulopes[/b]