O objetivo do programa que tem a duração de quatro anos é resgatar a cidadania e desenvolver a espiritualidade entre a população carcerária.

A Sociedade Bíblica do Brasil firmou recentemente um acordo com o governo estadual do Rio Grande do Sul por meio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (SUSEPE) para levar o projeto A Bíblia no Cárcere para todas as unidades prisionais do estado.

O projeto em questão integra o programa social A Bíblia e a Paz e é dividido em três linhas de atuação que duram quatro anos. A primeira visa a distribuição gratuita de literatura bíblica (Bíblias de Estudo, Novos Testamentos e porções) para até 30 mil internos do sistema prisional.

A segunda também é a doação de kits bíblicos de pesquisa e estudo, com até 60 livros cada, para cerca de 100 espaços culturais ou bibliotecas já existentes nos presídios. Já a terceira frente prevê a capacitação de voluntários para o trabalho de capelania e utilização coordenada das Escrituras junto aos presos.

Para facilitar o entendimento dos presos perante o texto bíblico, será usado o texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), que adota uma estrutura gramatical e linguagem mais próximas da praticada pelos brasileiros.

O projeto contará ainda com o apoio de outras ONGs e entidades parceiras para a sua manutenção e desenvolvimento das atividades. Os principais objetivos da iniciativa consistem na promoção da cidadania, desenvolvimento espiritual e incentivo à leitura da população carcerária.

[b]Fonte: Gospel Prime com informações SBB[/b]