Terry Joe Sedlacek, 27, suspeito de ter matado um pastor e de ferir outras cinco pessoas a tiros em uma igreja do Illinois neste domingo (8) foi indiciado nesta segunda-feira pela Justiça americana.

De acordo com documento judiciais, ele vai responder por acusações de homicídio e tentativa de homicídio.

A polícia diz não saber por quê Sedlacek entrou na manhã de domingo na Primeira Igreja Batista de Illinois e disparou contra o pastor, Fred Winters, 40, cuja bíblia recebeu uma das balas.

Segundo o promotor do condado de Madison, William Mudge, os policiais descobriram uma agenda, na qual Sedlacek havia marcado o domingo como “o dia da morte”. A polícia afirma ter encontrado munição e um computador na casa do acusado, informa o jornal. Além disso, o carro usado no crime estaria estacionado em frente a casa de Sedlacek.

Segundo testemunhas, o suspeito abriu fogo na manhã deste domingo, no início do culto, com uma pistola calibre 45. O homem atirou quatro vezes contra o pastor. Um tiro atingiu Winters, que morreu a caminho do hospital Anderson. O assassino tentou se esfaquear, mas foi contido por dois fiéis, que também foram feridos.

Cerca de 150 pessoas estavam na igreja no momento do ataque. A polícia ainda não foi informou qual teria sido a motivação do crime.

Distúrbios

O jornal local “St. Louis Post-Dispatch” informou nesta segunda-feira que Sedlacek sofria distúrbios mentais. Vizinhos relataram que o suposto atirador já tinha sido visto na rua fazendo atos obscenos. Segundo a mãe do acusado, Ruth Abernathy, o homem contraiu a doença mental ao ter sido infectado por um inseto na fazenda da família, em 1990.

“Ele teria tido uma infância complicada, tendo tomado vários remédios, incluindo drogas pesadas, na tentativa de combater a doença. Ele [o assassino] quase morreu em 2003, mas sobreviveu graças a tratamentos”, informa o jornal.

Fonte: Folha Online