“Estes tipos de eventos reforçam os valores cristãos familiares”. Nos “bailes da pureza”, a nova moda dentro do movimento cristão conservador nos Estados Unidos, as meninas juram a seus pais que vão conservar sua virgindade até o casamento.

Em troca, os pais se comprometem a não enganar suas esposas e manter a alma pura.

As cerimônias têm quase todos os ingredientes de um casamento comum, como smokings, vestidos longos, limusines e, inclusive, anel. Na ocasião, as meninas geralmente com então apenas nove anos e fazem a promessa de se manter casta. Segundo a organização “Abstinence Clearinghouse”, uma associação cristã que prega a abstinência sexual, em 2006 foram realizadas 1.400 cerimônias deste tipo e espera-se que este número duplique em 2007. Conhecidas como “bailes de pureza”, as solenidades foram mais freqüentes no sul e no centro dos Estados Unidos.

“O pai faz a promessa de conservar sua alma pura e de continuar sendo fiel à mãe da menina e, além disso, é uma oportunidade para estabelecer um diálogo familiar com o qual se adotam bons princípios, como o de não recorrer à pornografia”, afirmou Leslee Unruh, fundadora da Abstinence Clearinghouse.

Durante tais cerimônias, muitos pais colocam um “anel de pureza” no dedo de sua filha ou lhes dão uma “pulseira da castidade”. A jovem pode entregar a jóia a seu marido na noite de núpcias.

Mike Parcha, 43 anos, professor universitário de matemática, participou recentemente de um destes bailes com sua filha de 11 anos, no estado do Colorado. Ele considera que estes tipos de eventos reforçam os valores cristãos familiares. “Percebemos que a pureza é um estilo de vida e não só um acontecimento, e esta é a ocasião de celebrar tal estilo de vida e fortalecer as relações entre pai e filha”, explicou à AFP.

Parcha afirmou ainda que suas três filhas cresceram com a vontade de ter um baile de pureza e não hesitaram em prometer guardar virgindade até o casamento. “Elas estão completamente a favor, acham que é excelente”, contou Parcha. “Criamos nossos filhos no cristianismo, eu e minhas filhas compartilhamos destas crenças”, acrescentou.

O primeiro baile de pureza dos Estados Unidos foi organizado em 1998 pela organização cristã Generations of Light, de Colorado Spring, no Colorado.

Randy Wilson, que dirige a organização junto com a esposa, explicou que a idéia inicial era celebrar os vínculos entre pai e filha: “Vimos que em nossa cultura não havia lugar para desenvolver uma boa relação entre pai e filha”. “Esta relação permite que as meninas se tornem fortes, enquanto a nossa cultura nos bombardeia com imagens sexuais de todo o tipo”, disse Wilson, que é pai de cinco meninas.

Segundo ele, a organização de bailes de pureza tem tanto êxito que há uma lista de espera, com solicitações na Austrália, Nova Zelândia e Grã-Bretanha.

A popularidade destes bailes, em particular entre os evangélicos, em parte se reforça pelo apoio do governo do presidente George W. Bush aos programas que pregam a abstinência sexual. Nos últimos anos, foram concedidos 206 milhões de dólares a tais programas.

Os críticos aos bailes de pureza, no entanto, lembram que a maioria dos jovens que fazem estas promessas de castidade não as cumpre. De acordo com estudo das universidades de Columbia e Yale realizado em 2005, 88% destes jovens acabaram por ter relações sexuais antes do casamento.

Fonte: Terra