Criminosos mataram a tiros um ex-seminarista e feriram um padre, na madrugada de domingo (14), em Volta Redonda, na região sul fluminense. O crime ocorreu na residência paroquial, nos fundos da igreja Divino Espírito Santo.

Segundo a Polícia Civil, o ex-seminarista Epaminondas Marques da Silva, 26, e o padre Djair Gonçalves, 32, foram baleados na cabeça. Silva não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. Gonçalves foi levado em estado grave para o Hospital São João Batista.

Um outro seminarista, que não teve o nome divulgado por questões de segurança, disse à polícia que testemunhou a ação dos criminosos. Segundo ele, as vítimas foram abordadas no bairro Água Limpa e levados à casa do padre por volta de 1h. No local, as duas vítimas e a testemunha foram amarradas, amordaçadas e obrigadas a deitar no chão da cozinha.

Após horas de agressões com socos e pontapés, os criminosos teriam decidido sair com o padre e o ex-seminarista da casa em busca de dinheiro. A testemunha, que foi deixada amarrada no local, disse que conseguiu se desvencilhar da mordaça e dos fios de telefone usados para prender suas mãos. Ele afirmou à polícia que ficou escondido no terraço com medo de os bandidos retornarem e que só pediu socorro quando o dia amanheceu.

Policiais da 93ª DP (Volta Redonda) disseram que um notebook e uma quantia em dinheiro ainda não contabilizada foram levados pelos criminosos da casa do padre. A polícia, porém, trabalha com várias hipóteses, entre elas latrocínio (roubo seguido de morte) e vingança.

De acordo com informações do Hospital São João Batista, o padre passou por uma cirurgia delicada. Os médicos afirmaram que a bala provocou uma lesão grave no cérebro da vítima, que permanece internada na unidade em estado grave.

Fonte: Folha Online