Um grupo italiano de defesa dos direitos dos animais está pedindo ao papa Bento XVI que pare de usar peles. “Seria um exemplo admirável de caridade cristã”, diz o vice-presidente da Liga Antivivissecção, Roberto Bennati.

O papa usa, às vezes, um gorro com borda de pele de arminho, chamado camauro. Essa peça foi popular entre os pontífices do século 17. O papa, também, já usou uma capa de veludo, com borda de arminho.

A Liga Antivivissecção fez o apelo antes de uma visita papal a Pavia, cidade italiana que baseia diversos produtores de pele.

“Em respeito à sacralidade de todas as espécies vivas, pedimos ao Santo Padre que faça uma escolha de alto valor ético e religioso, abandonando a pele neste ocasião, bem como no futuro”, disse Bennati.

O Vaticano ainda não se manifestou publicamente sobre o apelo.

Fonte: Estadão