O deputado Antonio Mineral (PSDB), comparou nesta terça-feira, 11, o governador Cássio Cunha Lima a Jesus Cristo, em função da cassação do seu mandato pelo TRE.

“As perseguições contra Cássio é pelo poder, assim como fizeram com Jesus. Eles sabiam que Jesus tinha poder, assim como Cássio tem poder, e eles têm inveja do nosso governador”, disse Mineral, numa reação à decisão do TRE, que ontem cassou, pela segunda vez, o mandato de Cássio por abuso de poder político e conduta vedada do jornal A União.

Segundo Mineral, o governador é um político muito religioso. “Ele gosta de ir à igreja, vejo como ele se comporta assistindo a missa, percebo a obediência que ele tem a Cristo e a sua relação com o Divino”, disse o deputado.

Para Mineral, Cássio “está sofrendo o que Jesus sofreu. Ele está sofrendo perseguição porque está fazendo o bem pela Paraíba, se estivesse fazendo mal, não sofreria tanto”, disse.

Mineral revelou que fez a comparação entre Jesus Cristo e Cássio baseado numa conversa entre duas senhoras na praia, que lamentavam a cassação do governador e comparavam o seu sofrimento ao de Cristo. “Ora, se Jesus foi crucificado, morto e sepultado, imaginem o que não poder acontecer conosco, que somos pecadores”, comparou Mineral.

“Jesus se levantou e ele, Cássio, vai se levantar também, ele tem força com o Divino e a população vai levantar Cássio com a força de Jesus”, declarou Antonio Mineral.

Fonte: Paraíba Online