Big Mout, desenho animado da Netflix
Big Mout, desenho animado da Netflix

A série animada da Netflix, Big Mouth, sempre foi um grande exemplo de conteúdo nocivo, mas a sua mais nova temporada chega a promover o aborto em um episódio intitulado “Planned Parenthood”.

“O episódio inteiro foi dedicado a convencer estudantes de doze e treze anos sobre os méritos da Planned Parenthood”, escreveu Karen Townsend, da Newsbusters.

A série original da Netflix mostra um grupo de pré-adolescentes e adolescentes que passam pela puberdade e está cheia de linguagem obscena, grosseira e piadas sexuais.

O episódio inclui uma cena de sala de aula onde um garoto chama a Planned Parenthood de “fábrica de aborto”, mas uma garota diz a ele: “Jay, você não sabe do que está falando. Você nunca esteve em uma Planned Parenthood”, informou a LifeSiteNews. Jay diz que seu pai é um advogado que deixou suas recepcionistas na clínica.

Em outra cena, de acordo com a Newsbusters, uma mãe sonha “sobre seus dias de juventude” e como ela soube que estava grávida e depois foi para a Planned Parenthood realizar um aborto.

Em outra cena, Jay conta a uma garota que “os abortos representam apenas uma pequena porcentagem do que a Planned Parenthood faz”. Sabe-se que a clínica é o maior provedor de aborto do país.

O Common Sense Media classifica o Big Mouth como apropriado para maiores de 16 anos, embora muitos pais digam que nenhum adolescente deveria assistir ao programa. A série contém nudez dos desenhos animados e palavras de baixo calão, entre outros conteúdos nocivos.

“Se este fosse um reality show, seria sobre pedofilia”, escreveu o crítico John H. “É triste que nossa sociedade tenha chegado onde eles pensam que sexo apenas uma piada. Esta série é doente e nada engraçada”, salientou.

Fonte: Guia-me