A diocese de Spokane, Washington, colocou o prédio onde fica sua sede e outra propriedade a venda por cerca de US$ 11 milhões como parte dos esforços em fazer acordos sobre as alegações de abuso sexual.

A diocese da Igreja Católica Romana de Spokane, Washington, colocou o prédio onde fica sua sede e outra propriedade a venda por cerca de US$ 11 milhões como parte dos esforços em fazer acordos sobre as alegações de abuso sexual.

A diocese é uma das três do país que pediram falência.

Apesar da diocese de Spokane ter anunciado suas intenções de vender os bens da diocese quando entrou com o pedido de falência em dezembro de 2004, o fato de estes bens estarem agora no mercado ressalta a dificuldade financeira que muitas dioceses em todo o país estão enfrentando ao tentarem negociar milhares de dólares em indenizações às vítimas de abusos sexuais.

“Eu acho que isso é simbolicamente significante”, disse o reverendo John J. Coughling, um padre franciscano e professor de direito da Universidade Notre Dame, especialista em lei civil e canônica. “A diocese não precisa que o prédio exista fisicamente. Mas a venda demonstra que os efeitos da crise dos abusos sexuais são sérios, para esta e outras dioceses”.

Em um relatório emitido em março, a conferencia dos bispos disse que as dioceses nos Estados Unidos pagaram US$ 399 milhões em acordos com vítimas de abusos sexuais e US$ 68 milhões em taxas legais e programas de apoio às vítimas, um grande aumento em relação aos anos anteriores.

O valor total de pagamentos resultantes dos escândalos de abuso sexual ultrapassa US$ 1 bilhão e muitas dioceses ainda irão tentar acordos.

O número de vítimas está acima 12.000. Quase 5.000 padres foram implicados desde 1950. a maioria dos abusos ocorreu entre meados dos anos 1960 e dos anos 1980.

Fonte: Último Segundo