Pedofilia na igreja
Pedofilia na igreja

Seis dioceses na Califórnia, incluindo a de Los Angeles, anunciaram nesta terça-feira, 14, a criação de um “programa de indenização” destinado a menores vítimas de abusos sexuais por parte de membros do clero, como uma alternativa a processos judiciais.

“Esta nova iniciativa tem como objetivo dar apoio pastoral e financeiro a qualquer pessoa que tenha sido abusada sexualmente por um sacerdote diocesano quando era menor de idade”, declarou o arcebispo de Los Angeles, José Gómez.

Segundo Gómez, sua diocese está dando ajuda e apoio às vítimas há muitos anos e “seguiremos fazendo isto”.

“Mas entendemos que algumas vítimas estão relutantes em procurar a Igreja em busca de ajuda. Nossa esperança com este novo programa é dar a estas pessoas a oportunidade de buscar reparação e cura através de um programa independente”, que será administrado por dois mediadores que já cuidam de iniciativas similares em outros locais dos Estados Unidos, como Nova York ou Pensilvânia, declarou o arcebispo de Los Angeles.

De acordo com responsáveis do clero na Califórnia, este fundo de indenização estará disponível a todas as vítimas de abusos cometidos por padres, sejam imigrantes que residem ilegalmente nos Estados Unidos ou vítimas que já tiveram seus casos prescritos na justiça.

As vítimas não precisam de um advogado. O processo será gratuito e ocorrerá “amigavelmente”, respeitando a privacidade das vítimas.

No total, as seis dioceses envolvidas na iniciativa representam cerca de 10 milhões de católicos na Califórnia, onde vivem muitos fiéis de origem latino-americana.

Como ocorre em outros países, a Igreja dos Estados Unidos atravessa uma profunda crise de confiança devido a revelações de agressões sexuais praticadas por padres, especialmente contra menores, encobertas durante décadas.

Fonte: AFP